Resenha #28 - Maze Runner: A Cura Mortal - James Dashner

02 fevereiro 2016


Título: Maze Runner: A Cura Mortal
Título original: The Death Cure
Autor: James Dashner
Editora: V & R
Ano: 2011
Páginas: 364
Para saber mais: Skoob
Sinopse: Por trás de uma possibilidade de cura para o Fulgor, Thomas irá descobrir um plano maior, elaborado pelo CRUEL, que poderá trazer consequências desastrosas para a humanidade. Ele decide, então, entregar-se ao Experimento final. A organização garante que não há mais nada para esconder. Mas será possível acreditar no CRUEL? Talvez a verdade seja ainda mais terrível... uma solução mortal, sem retorno.



Sobre o livro

Não vou falar nada aqui: Tudo é SPOILER! Hahahaha
Vocês ficarão só com a minha opinião mesmo!

Capa e edição

Detestei a capa. Não entendi muito a imagem e vi pouca ligação com a história.
O livro é edição econômica. Veio no Box com todos os livros da série, mais o livro extra. Os capítulos são curtinhos como nos livros anteriores. Os capítulos curtos permitem uma leitura rápida. São 74 capítulos.

A narrativa é em terceira pessoa com o foco em Thomas. A escrita do autor é muito fluida e diria até que viciante! Mesmo assim, demorei um pouco para concluir a leitura. Acho que eu já estava cansada da história.

Minha opinião

Com certeza, esse livro é melhor que o segundo. Mas o primeiro ainda é superior. Mesmo com mais ação que o anterior, esse livro não foi o bicho. Têm bastantes informações e coisas acontecendo, mas eu já estava de saco cheio de toda essa coisa de CRUEL. 

O que o James Dashner fez com os personagens nesse livro? Alguém pode me explicar? Estavam perdidos, nunca sabiam o que fazer ou para onde ir. Fora que muitos personagens se tornaram completamente desnecessários, como é o caso dos do Grupo B. Meu Deus, essa gente não fez nada o livro todo! Falta total de desenvolvimento dos personagens. Só salvo Minho e Newt, os únicos que continuaram os mesmos e com um pouco mais de personalidade. Thomas está mais insuportável do que nunca. Eu não gosto da Teresa, entretanto nesse livro ela está mais tragável. O final dela foi pouco explorado e com pouca importância. Não entendi muito bem o por quê. Achei que ela era uma pessoa importante para a história!

A trilogia terminou e não respondeu a muitas perguntas. Principalmente sobre o CRUEL e os resultados dos testes. Quem sabe, o quarto livro, Ordem de Extermínio, tenha as respostas. Tive a clara impressão de que o autor não sabia que fim dar para tudo. Daí aconteceu isso: um final horroroso e medíocre.

Parei por aqui! Estou cansada dessa história. Ainda tem o quarto livro, que conta o que aconteceu antes do labirinto, mas não é o momento para eu fazer essa leitura. Quem sabe mais adiante, quando passar a minha revolta.




2 comentários

  1. Mulherrrrr!!! ate que ele levou nota alta para toda esta revolta, ainda não li ele. To com medinho agora ^^

    Beijos Lê
    Joi

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Joi
      Era para ser 3. A tonta não viu que foi maças a mais. hahaha
      Tenha medo sim! Mas lê né, vai que tu gosta!
      Bjus

      Excluir

Oi pessoa leitora, fico muito feliz com sua visita. Não esqueça de deixar um comentário me contando o que achou do post e do blog!

Dicas e opiniões são sempre bem-vindas!

Obrigada pela visita e volte SEMPRE!!