Resenha #33 Eu, Você e a Garota que vai Morrer - Jesse Andrews

01 abril 2016

Título: Eu, Você e a Garota que vai morrer
Titulo original: Me and earl and the dying girl: a novel
Autor: Jesse Andrews
Editora: Fábrica 231/Rocco
Ano: 2015
Páginas: 288
Para saber mais: Skoob
Sinopse: Greg tem apenas um amigo, Earl, com quem passa o tempo livre jogando videogame e (re)criando versões bastante pessoais de clássicos do cinema, até a sua mãe decidir que ele deve se aproximar de Raquel, colega de turma que sofre de leucemia. Contrariando todas as expectativas, os três se tornam amigos e vivem experiências ao mesmo tempo tocantes e hilárias, narradas com incrível talento e sensibilidade. Crossover com enorme potencial no segmento young adult, o romance é perfeito para fãs de livros e filmes como A culpa é das estrelas e As vantagens de ser invisível.


Sobre o livro

Greg, 17 anos, tem como objetivo principal passar despercebido pelo ensino médio. Não ser de um grupo específico, mas parecer ser de todos os grupos. Mantém uma amizade estranha e nada convencional com Earl Jackson. Juntos produzem filmes, que eles consideram ruins.

Um dia após chegar da aula, a mãe de Greg conta que Rachel, ex-namorada de Greg, foi diagnosticada com leucemia e seu dever como amigo é visitá-la e ajudá-la a passar por esses dias difíceis. Sem a mínima vontade e obrigado pela mãe, ele começa a frequentar a casa de Rachel. A verdade é que Grag e Rachel não eram amigos, mal se falavam na escola. Isso é motivo suficiente para várias cenas constrangedoras. 

Após alguns dias Rachel conhece Earl e, assim, os três começam a “andar” juntos. Mesmo contra a vontade do amigo, Earl mostra a amiga os filmes filmados por eles. Isso dá uma animada no humor de Rachel, que está cada dia mais doente. 

Para piorar, Naomi, colega de escola, dá a ideia de os meninos fazerem um filme sobre Rachel. É claro que não dá certo e que as coisas só pioram a partir disso.


Capa, edição e narrativa

A capa está muito bonita e chamativa. Gosto muito do modo como o cenário foi dividido entre cores e personagens. A capa faz referência aos cenários de filmes feitos por Greg e Earl.

A edição está bem caprichada e bem feita. No início de cada capitulo há uma nuvem com o nome e número do capítulo. Uma introdução, 40 capítulos e um epílogo formam a estrutura da narrativa, que é bem fluida, apesar de eu não ter gostado muito da história. Além da narrativa, em forma de romance, o autor fez uso de listas, tópicos e diálogos em forma de roteiro (de filme) para contar a história. Achei essa parte muito divertida e bem dinâmica!

A narrativa é em primeira pessoa. Temos Greg nos contando a historia. O livro é um livro sendo escrito por Greg. 
 



Minha opinião

Durante toda a leitura, relacionei o protagonista Greg Gaines com o protagonista dos livros “diário de um banana”, Greg Heffley. O pior é que os dois têm o mesmo nome. Isso não pode ser coincidência, gente! Isso não ajudou em nada a minha relação com o personagem: eu detestei ele. Indiferente à situação de doença da amiga, Gaines é um babaca que só se preocupa com o próprio sentimento. Tenho que confessar que dei umas risadas no começo com as observações e pensamentos meio doidos de Greg.

Rachel é sem graça e seu papel é mostrar que, às vezes, simplesmente é preferível morrer a lutar contra uma doença.

Earl, apesar de aparecer pouco, teve muito mais importância na vida de Rachel, foi muito mais amigo dela. Mostrou ser muito mais humano e determinado. Com uma família cheia de problemas, consegui perceber a vontade dele em mudar e melhorar sua vida.

Não gostei nem um pouco do fato do de o protagonista estar escrevendo o livro e dizendo o tempo todo que o livro é ruim e que o leitor não deveria estar lendo (sim, o livro é ruim e eu não deveria ter lido, como sugere insistentemente o próprio protagonista.)

Não, a doença da amiga não muda a personalidade do garoto, nem faz pensar na vida ou coisa parecida, causando uma transformação. Ele não está nem aí para a amiga mesmo! 
Entendi que o autor quis mostrar o outro lado de se ter uma amiga com uma doença terminal. A premissa de fazer um livro divertido, mesmo quando se está se tratando de dor, sofrimento e morte, até que foi boa. Mas não deu certo nesse caso! 

Acredito que o livro faça referências a diretores e filmes, mas eu não conhecia nenhum. hahaha! 

O livro já virou filme. Confesso que comecei a assistir, mas também achei chato. Deixei pela metade! Pelo pouco que vi, o filme deixa o laço de amizade entre eles mais forte, e os personagens mais legais. 


Não é o tipo de livro que eu recomendo, mas se você gosta de histórias diferentes, leia!

16 comentários

  1. Olá Leticia!
    Adorei sua resenha, principalmente quanto a sim, o livro é ruim e vc realmente não devia estar lendo rsrsrs
    Bjs

    EntreLinhas Fantásticas - MEGA SORTEIO DE ANIVERSÁRIO! LANÇAMENTO STEPHEN KING + TIMOTHY ZAHN E RENATA VENTURA AUTOGRAFADOS!

    ResponderExcluir
  2. Se o livro é chato como o filme nem me arrisco, também tentei assistir o filme e não gostei. Acho que faltou alguma coisa na história toda.Achei bem forçadão os personagens. Acredito que na leitura meio que passe isso.
    Beijinhos, Helana ♥
    In The Sky, Blog / Facebook In The Sky

    ResponderExcluir
  3. Oie
    eu to louca para ler o livro, uma pena que não funcionou tanto para você, o enredo me atrai muito e vi muitos elogios, espero poder ler em breve e curtir

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Olá!

    Achei a história bem forçada. Não sei se leria, mas é a primeira resenha dele que leio. Não sei se a mensagem que Jesse quis passar era essa, mas parece que ninguém está nem aí para nada. Essa história não me convenceu.

    ResponderExcluir
  5. Já achava essa capa o máximo, mas adorei saber que ela retrata os cenários dos filmes. Pena que o conteúdo não acompanha... realmente não sabia do que se tratava, mas que chatice o protagonista ficar dizendo que o livro que ele está escrevendo é ruim e que ninguém devia estar lendo e isso corresponder plenamente à realidade! Acho que de quebra eu detestaria os personagens. Vou passar longe desse livro.

    Beijo!

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  6. bem, já tinha ouvido falar do livro e não me animei pra ler, ando meio saturada de sick-lits que alguém vai morrer com câncer... =T e se vc tá falando que o desenvolvimento não é lá essas coisas, e o filme tbm é chato, certamente eu não curtiria o livro. nem o filme...
    bjs...

    ResponderExcluir
  7. Leticia, ouvi falar muito pouco desse livro.
    E peloamorde com a sua resenha acho que quero fugir dele.
    Achei meio sem graça e do tipo que não empolga.
    Acho que passo ele.

    Lisossomos

    ResponderExcluir
  8. Oi Le, sua linda, tudo bem?
    Não sabia que ele mesmo recomenda que não façamos a leitura, estranho, risos...A princípio, eu pensei que ele nos trouxe um personagem egoísta para no fim aprender uma lição valiosa. Que pena que não foi assim. Confesso, que perdi o interesse na leitura. Gostei muito da sua resenha sincera.
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Oi Lê, tudo bom?
    Poxa, que pena que o livro foi tão ruim assim! Li poucas resenhas sobre ele, mas mesmo assim tinha ficado curiosa. Dei de presente a uma amiga, espero que ela não se desaponte, sério. Não tenho interesse em lê-lo, mas a capa é bem chamativa. Sim, eu comprei pela capa. Mas uma pena que o personagem seja assim tão babaca né? :(

    Beijos, Rob
    www.estantedarob.com.br

    ResponderExcluir
  10. Aparentemente o livro parece um bom juvenil pena que não tenha te agradado tanto, não é meu perfil de leitura, mas se com os pontos que você levando, fico a dúvida se indicaria a algum aluno.

    ResponderExcluir
  11. Oi!!
    Lembro que logo que esse livro foi lançado eu amei a capa e fiquei louca para ler, mas depois que comecei a ver alguns comentários negativos a vontade foi passando e eu acabei esquecendo dele.
    Acredita que eu não sabia que tinha o filme?, mas pelo que você falou esse não não é um livro para mim também, acho o visual dele legal, mas a história não conquista.
    Beijão!

    ResponderExcluir
  12. Olá, já faz um tempinho que quero ler essa obra, acho interessante o livro retratar algo tão incomum nesse tipo de situação, que é a indiferença em relação à doença e ao doente. Geralmente isso ocorre da forma reversa, todo os amigos ficam com "pena" do enfermo e o sufocam de carinho.
    Não assisti a adaptação, mas quando assisti o trailer fiquei curiosa. Pena que você não gostou!

    Abraços
    Literaleitura

    ResponderExcluir
  13. Oi Le, no momento que comecei a ler a sinopse também me lembrei do Greg do Diário de um Banana, não pode ser só coincidência, kkkkk.
    O Enredo não me chamou muito a atenção, não seria um livro que eu leria (esse negócio de uma garota com uma doença terminal já deu pra mim), mas eu vou dar uma chance para o filme. Obrigada pela indicação.

    ResponderExcluir
  14. Oioi! Tudo bem?
    Desde o lançamento do livro que eu acho esse titulo gigante Eu, Você e a Garota que vai morrer, bem interessante, hehe.
    Uma pena que vc tenha detestado o protagonista, pq isso ja meio que condena o livro a ser ruim.
    Eu ainda quero ler, gosto de saber se vou concordar com a sua resenha.
    Um dia vejo o filme tb, espero nao dormir, hahaa.
    Beijos.

    Livros e SushiFacebookInstagramTwitter

    ResponderExcluir
  15. Oi Letícia!
    Sempre vejo comentários negativos sobre esse livro e isso tirou totalmente minha vontade de ler. Não sabia que tinha um filme, mas se é no estilo do livro confesso que tô passando também.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  16. Oi Leticia!
    Comprei o livro devido ao título mesmo, e até agora não realizei a leitura, nem sei porque! Mas lendo a sua opinião, também não fiquei motivada a ler rs' parece ser um livro que se arrasta e eu estou correndo disso. O Personagem parece ser insensível, e que coisa falar que nós devíamos estar lendo! Não sei se irei ler logo!

    Beijos!
    http://lovesbooksandcupcakes.blogspot.com.br//

    ResponderExcluir

Oi pessoa leitora, fico muito feliz com sua visita. Não esqueça de deixar um comentário me contando o que achou do post e do blog!

Dicas e opiniões são sempre bem-vindas!

Obrigada pela visita e volte SEMPRE!!