Resenha #35 - Tudo e Todas as Coisas - Nicola Yoon

05 maio 2016

Título: Tudo e Todas as Coisas
Título Original:  Everything, Everything
Autora: Nicola Yoon
Editora: Novo Conceito
Ano: 2016
Páginas: 304
Para saber mais: Skoob
Livro recebido em parceria com a editora.
Sinopse: "Minha doença é tão rara quanto famosa. Basicamente, sou alérgica ao mundo. Qualquer coisa pode desencadear uma série de alergias. Não saio de casa. Nunca saí em toda minha vida. As únicas pessoas que já vi foram minha mãe e minha enfermeira, Carla. Eu estava acostumada com minha vida até o dia que ele chegou. Olho pela minha janela para o caminhão de mudança, e então o vejo. Ele é alto, magro e está vestindo preto da cabeça aos pés. Seus olhos são de um azul como o oceano. Ele me pega olhando-o e me encara. Olho de volta. Descubro que seu nome é Olly. Talvez eu não possa prever o futuro, mas posso prever algumas coisas. Por exemplo, estou certa de que vou me apaixonar por Olly. E é quase certo que será um desastre."


  Sobre o livro

Madeline tem 17 anos e não conhece o mundo fora de sua casa. Isso porque ela foi diagnosticada, quando bebê, com IDCG - Imunodeficiência Combinada Grave. Uma doença muito rara, que desencadeia alergias a praticamente tudo, o que pode levá-la a morte. 

Sua vida está muito longe de ser normal, trancada dentro de uma casa, que é totalmente preparada para o bem da sua saúde. Sua rotina não vai além de ler livros, assistir à TV, navegar na internet e ter aulas via Skype. Além de sua mãe, Pauline, a única pessoa que entra na casa é a enfermeira Carla. Essa, além de cuidar da sua saúde, é sua única amiga. Nunca há visitas e, caso alguém precise, entrar na casa tem que passar por um processo de esterilização de uma hora. 

Da janela de seu quarto, Madeline vê o mundo. E é da janela que ela vê uma família chegando de mudança na casa ao lado. Depois disso, a garota passa os dias observando a rotina da família e, em especial, a Oliver. Até que ela e Oliver começam a trocar e-mails e mensagens de celular.

Depois de um tempo, as conversas não são mais suficientes e a vontade de conhecer Olly fala mais alto. Com a ajuda de Carla, os dois se encontram, sob as condições de não se tocarem e de manterem distância um do outro. A partir daí, as visitas de Olly tornam-se constantes. 

Quanto mais se veem, mais a atração entre os dois aumenta. O inevitável acontece e eles se apaixonam. Contudo, o fato de não poderem se tocar e ficar mais tempo juntos começa a ficar insuportável. 

 Mas como viver um amor, quando tudo pode colocar a saúde de Maddy em risco? Será que o amor pode realmente matar? Leia e você descobrirá!


 Capa, edição e narrativa

Se tem uma coisa que chama a atenção no livro é sua capa, que está muito bonita e bem colorida! A edição está super caprichada. Durante toda a narrativa há várias ilustrações, listas, desenhos, checklists e mini resenhas escritas por Maddy. Tudo feito pelo marido da autora, David Yoon. Os capítulos são curtos e, quando vimos, a leitura já acabou.

A escrita da autora é leve e fluida. A história é narrada em primeira pessoa por Madeline, intercalando a narrativa com as ilustrações que citei, além de conversas em forma de chat e mensagens. Isso tudo, além de deixar o livro um amor, torna a leitura muito rápida e divertida.


Minha opinião

Achei a ideia da história muito criativa e o enredo bem construído. Eu não conhecia a doença, mas tive minhas dúvidas sobre ela sanadas, pois a autora soube abordar e explicar tudo da maneira certa.

Gostei muito de Maddy! Mesmo levando a vida presa dentro de casa, ela tem o astral bem para cima. Me identifiquei com seu jeito um pouco ansiosa e agitado. Além disso, ela foi bem madura, para uma menina de 17 anos, que está desde pequena trancada, diante de tudo que acontece. Claro que em alguns momentos, as atitudes de Madeline eram infantis, contudo, achei tudo justificado pelo contexto. Olly mesmo com uma família cheia de problemas, é um querido, engraçado e se preocupa do fundo do coração com a doença de Maddy. Não tem como não adorá-lo! O modo como os dois se conhecem e como a relação entre eles se desenvolve é uma graça. Torci por eles no início ao fim!


Pauline é uma mãe super protetora e pouco flexível, que às vezes passa dos limites. Leva a rotina da casa muito a sério. Nem as brincadeiras e o dia do filme escapam de suas regras. Carla é um amor: compreensiva, cuidadosa e cheia de conselhos carinhosos. Muito além de enfermeira, é uma segunda mãe para Madeline.

Os acontecimentos e revelações finais pegaram-me de surpresa. Gostei muito do final, mesmo querendo acompanhar mais sobre a história. Achei o tempo que a história transcorre ideal. Nem muito rápido, nem muito lento.

Tudo e todas as coisas é um livro bastante sensível! Nós faz refletir sobre o mundo que nos cerca, sobre a vontade de viver, sobre o amor incondicional, sobre perda e até onde vamos por amor! 

Recomendadíssimo! 


16 comentários

  1. Olá,

    Eu terminei esse livro na semana passada e me sinto exatamente como você. Gostei da forma como a história fluiu, foi super leve, os capítulos eram bem curtos e interativos, então isso ajudou a leitura a avançar. E não só por essa estratégia da autora, como também pela história em si que me deixou muito instigada, gostei tanto dos personagens, exceto a Pauline, mas ela tem lá suas justificativas para ser uma personagem mais chata haha. Como você achei o que o livro correu no tempo certo, o desfecho da história foi satisfatório e é um livro que me encantou muito. A capa realmente está um arraso, eu li a versão digital, mas em breve comprarei a física também.

    Abraços
    colecoes-literarias.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oi, tudo bem? Achei sua resenha delicada e confesso que estou querendo esse livro, mas sabe quando você tem duvida se vai gostar ou não? Já li algumas resenhas desse livro e sempre leio coisas maravilhosas. Sua resenha me conquistou mesmo na hora que você diz que ele é bastante sensível, pois amo livros assim e sem a menor dúvida quero agora dar realmente uma chance pra ele.

    ResponderExcluir
  3. Oii!
    Eu li o livro a um tempo e amei muuuuito!E é como você disse, os capítulos são curtos e quando você vê já terminou! Eu li em 6 horas e gostaria que tivesse durado mais =( Uma ótima leitura!

    Vitória, www.vicio-de-leitura.com

    ResponderExcluir
  4. Amei a ressenha!!
    Esse é o tipo de livro que gosto. O enredo me chamou muito atenção e com certeza vou ler.
    Parabéns pelo blog.
    Beijos.

    www.meumundosecreto.com.br

    ResponderExcluir
  5. Oi Letícia!
    Essa capa está realmente muito linda e a história me atraiu bastante, com certeza está na minha lista de desejados. ^^
    Gostei muito da sua resenha, me deixou mais ansiosa para ler.

    Beijos
    http://aventurandosenoslivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Olá, ótima resenha! "Tudo e todas as coisas" é um livro que quero ler e ter, não só pela edição linda mas também para conhecer melhor os personagens e descobrir o que acontecerá com a protagonista. Me parece ser uma leitura deliciosa!

    ResponderExcluir
  7. Esse livro é maravilhoso. Eu achei a escrita da autora de arrepiar e o tema que ela trabalha no livro é muito difícil de desenvolver e ela faz isso de uma forma maravilhosa.

    http://laoliphant.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Oi, Letícia, esse livro foi para o Poesia na alma antes mesmo do lançamento, confesso que não curti muito o enredo. Não achei criativo ou coisa do tipo, comigo não funcionou.

    ResponderExcluir
  9. Oie
    minha nossa, a cada resenha que leio, quero mais esse livro, eu adorei o enredo e já amo antes de ler hahaha que bom que curtiu tanto a leitura e indica

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Gosto dessa vertente do gênero sick -lit ainda mais por se tratar de um assunto que ainda não conheço, fiquei bem curiosa para ler essa história, a capa desse livro é linda. O marcador então muito amor.bjs

    ResponderExcluir
  11. Que resenha cheia de sentimentos! Imagino que esse livro seja uma jóia rara. Tenho muita vontade de ler esse livro, é muito indicado por diversos leitores.
    Estou esperando uma oportunidade pra comprá-lo.
    Ótima resenha
    Ni
    Cia do Leitor

    ResponderExcluir
  12. Olá Leticia, esse é o livro do momento, vejo diversas resenhas e comentários a respeito e estou cada dia mais curiosa. Parece ser uma história muito tocante.

    Abraços

    ResponderExcluir
  13. Olá! Estou super curiosa pela leitura desse livro, pois imagino a aflição da mãe ao cuidar dessa filha que requer tanto cuidado e a relação entre a personagem principal e sua enfermeira, que parece de pura cumplicidade.
    Vou ler com certeza!
    Beijos!

    Karla Samira
    http://pacoteliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Este é certamente um livro pelo qual eu não daria muita coisa, mas me surpreendi muito com a positividade das resenhas. Espero que surja oportunidade de fazer esta leitura em breve.

    ResponderExcluir
  15. Oi, tudo bem?
    Eu li o livro e gostei bastante. Achei a forma que a autora conduziu o romance bem previsível, porém, o enredo com relação a doença era cheio de surpresas. Eu adorei bastante essa leitura.

    ResponderExcluir
  16. Olá! Ainda não tive a oportunidade de ler esta obra, mas me interessei bastante pois ainda num li nada com o tema quanto a vivencia com um tipo de doença e tal. Bela resenha! :)
    Beijos

    ResponderExcluir

Oi pessoa leitora, fico muito feliz com sua visita. Não esqueça de deixar um comentário me contando o que achou do post e do blog!

Dicas e opiniões são sempre bem-vindas!

Obrigada pela visita e volte SEMPRE!!