Resenha #86 - O Lar da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares - Ransom Riggs

18 maio 2017

Título: O Lar da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares
Título Original: Miss Peregrine's Home for Peculiar Children  
Série: O Orfanato da 
Srta. Peregrine para Crianças Peculiares
Autor: Ransom Riggs 
Editora: Intrínseca
Ano: 2016
Páginas: 352

Para saber mais: Skoob
Sinopse: Jacob Portman cresceu ouvindo as histórias fantásticas que o avô, Abe, contava. Na época da Segunda Guerra Mundial, o avô havia morado numa ilha remota, num casarão que funcionava como abrigo para crianças. Lá, Abe convivera com uma menina que levitava, uma garota que produzia fogo com as mãos, um menino invisível… Entretanto, todas essas histórias foram perdendo o encanto à medida que Jacob crescia. Até que, aos dezesseis anos, tudo volta à tona para se provar real.Abalado com a morte misteriosa do avô, Jacob decide ir à tal ilha para tentar entender as últimas palavras de Abe: “Encontre a ave. Na fenda. Do outro lado do túmulo do velho.” Ele encontra o casarão em ruínas, mas, ao passar por um túnel subterrâneo, o menino se vê em outra época, décadas atrás: em 3 setembro de 1940. Nesse lugar protegido no tempo, ele conhece crianças com habilidades peculiares e encontra as respostas para todas as suas perguntas. Mas o fascínio inicial logo se transforma em uma luta para sobreviver e salvar a vida de seus novos amigos.




O Lar da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares é o primeiro livro da trilogia O Orfanato da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares. O segundo, Cidade dos Etéreos, e o terceiro, Biblioteca de Almas, também já foram publicados no Brasil pela editora Intrínseca. A trilogia também conta com um livro extra, Contos Peculiares.


Sobre o livro

Jacob Portman mora na Flórida com os pais e trabalha em um supermercado, que faz parte da família. Ele cresceu escutando de seu avô, Abraham Portman, histórias incríveis sobre um orfanato, em uma ilha no País de Gales, com crianças diferentes que possuíam muitas peculiaridades. Para comprovar seus relatos, Abraham mostrava ao neto fotos dos moradores do orfanato.

Depois que cresceu Jacob deixou de acreditar nas histórias contadas pelo avô, que já com a idade avançada parece estar preocupado com o aparecimento de possíveis monstros. Até que um belo no trabalho, ele recebe uma ligação. Do outro lado da linha, Abraham está desesperado, dizendo que os monstros acharam-no e que ele precisa da chave do depósito de armas.


Quando o garoto chega na casa do avô, a encontra toda revirada. Desesperado começa a procurar por Abraham no bosque que existe atrás da casa. Assim, poucos minutos depois, ele e o amigo, Ricky, encontram o Abe caído no chão. As suas últimas palavras a Jacob são sobre a Ilha. Mas Jacob vê algo no escuro do bosque. Seria um um homem ou um monstro?

Após a morte do avô, Jacob tem pesadelos constantes e começa a fazer terapia. No dia do seu aniversário, ao receber um livro misterioso, ele percebe que talvez as histórias contadas pelo avô podem ser verdadeiras. Assim, ele decide viajar para a tal ilha que Abraham sempre mencionava atrás da verdade.

Eu tinha acabado de aceitar que minha vida seria apenas comum quando coisas extraordinárias começaram a acontecer comigo.

Minha opinião

As fotografias do livro são o diferencial nessa história. Todas elas foram colocadas em momentos-chave da narrativa para dar aquela sensação de realidade ao que lemos. Todas elas são em preto e branco têm aspecto de antigas. Ficou muito perfeito. Em alguns momentos senti até medo das fotos.

A narrativa é feita em primeira pessoa pela voz de Jacob. A escrita de Ransom Riggs é descritiva, porém leve, simples e fluida. O autor soube colocar um ar de mistério em sua escrita, que aliada as fotos, tornou a leitura, por vezes, tensa. Para mim, esse diferencial foi o que contribuiu para eu gostar tanto do livro.


Jacob é um menino cheio de dúvidas e por vezes um pouco chatinho. Vamos descobrindo toda a verdade sobre o orfanato e sobre as crianças junto com ele. Isso pode incomodar um pouco, pois ele em alguns momentos tem atitudes e pensamentos imaturos. As crianças são o destaque da história. O autor foi muito criativo ao elaborar as peculiaridades, conseguimos compreender bem todas as habilidades dos personagens. No geral, não tenho preferidos, porém tenho, uma resistência à Enoch. A Srta. Peregrine é incrível, impossível não gostar dela

A intrínseca traz uma edição muito semelhante a versão americana, mantendo o padrão com capa dura, jacket, folhas amareladas e alguns detalhes lindos em marrom. O vermelho do livro sem a jacket está lindíssimo, dá muita vontade de guardá-lo na estante assim. A edição ainda conta com informações sobre todas as fotografias presentes no livro, um bate-papo com Ransom Riggs e o primeiro capítulo de Cidade dos Etéreos, o segundo volume da trilogia.


Eu simplesmente adorei toda a mística criada pelo Ransom Riggs. Achei toda a história muito curiosa e bem bolada. O autor conseguiu criar aspectos bem característicos para toda trama envolvendo os peculiares. Além disso, ele trabalhou o poder de acreditar em algo e lutar por isso, superando os limites com coragem, mostrando o poder da lealdade, da amizade e das nossas escolhas.

O Lar da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares é um livro de suspense diferente de tudo que eu já li. O toque de mistério aliado as fotos mais sombrias me deixaram empolgada com a história das crianças peculiares. Misturando diferentes elementos, como a fantasia, o sobrenatural, a aventura e a fantasia, Ransom Riggs apresenta-nos uma obra com uma apegada mais gótica, que com certeza vai “pegar” você.

8 comentários

  1. hey, eu confesso que ja ouvi falar desse livro (qm nao? kkk) masss eu nao sabia da historia, tipo so sabia que tinha crianças c poderes kkkk
    a historia em si me parece interessante, mas ouvi criticas negativas qnt a ela e que so a mitologia criada pelo autor que eh sensacional, vc chegou a comentar disso..
    contudo, pelas fotos, o livro parece ser mravilhoso msm, ele esta lindo!
    qm sabe um dia se eu tiver a oportunidade pego para le-lo

    perolasdelivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Faz meses que eu tô com esse livro na minha estante. Quero muito completar a minha coleção, mas como não cheguei nem na metade do primeiro ainda, estou enrolando. Eu achei a história ótima, mas os personagens me incomodaram um pouco e o enredo me pareceu bem lento. Ainda assim, eu quero muito tentar terminar.

    http://laoliphant.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Preciso ler esse livro, mas ainda não tive tempo para isso! Gosto muito da sinopse!
    Beijos
    Mari
    www.pequenosretalhos.com

    ResponderExcluir
  4. Olá, tudo bem?
    Eu tinha muita curiosidade de ler esse livro, mas ano passado eu acabei desanimando. Foi uma divulgação tão intensa, principalmente por causa do filme, que comigo teve o efeito contrário.
    Gostei de ler sua resenha e ver que você gostou da leitura. Além disso,a edição para estar realmente lindíssima (apesar de que o fato de algumas fotos darem medo me deixa com o pé atrás haha).Mas ainda não me animei a ler e vou deixar mais pra ler mais para frente.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Olá!
    Amei as fotos da sua resenha. Tenho muita curiosidade em ler esse livro, principalmente por causa da edição caprichada. Mesmo o enredo não me atrair muito.

    Beijos!
    Gatita&Cia.

    ResponderExcluir
  6. Eu li esse livro em parceria com a editora e concordo, super diferente, ao menos, foi para mim. Eu amei a leitura, não larguei até concluir, foi rápida e ao mesmo tempo instigante, envolvente e tensa. Sempre tensa querendo saber o que vinha adiante.

    ResponderExcluir
  7. Oi Lê,
    Eu li o livro quando ele foi publicado pela editora Leya e chamava O Orfanato da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares e amei!
    Cidade dos Etéreos é o segundo volume da trilogia e achei melhor ainda do que o primeiro. Ransom Riggs conseguiu expandir maravilhosamente o seu mundo. Não sei porque ainda não li o terceiro livro. Talvez o filme do Tim Burton tenha me desanimado um pouco.
    O trabalho que a Intrínseca fez com essa trilogia merece um prêmio.
    Sua resenha me fez voltar a querer ler Biblioteca de Almas.
    Beijos,
    André || Garotos Perdidos

    ResponderExcluir
  8. Oie! Meu melhor amigo está lendo o primeiro volume da trilogia no momento e, de vez em quando, ele me manda fotos e trechos do livro e eu fico só na expectativa, louca para conhecer a história! Essas fotos também me dão um pouco de medo, mas isso só me deixa ainda mais ansiosa para saber qual seria minha reação durante a leitura. Tenho muita curiosidade em conhecer as peculiaridades das crianças e como é esse orfanato. Fico feliz em saber que a leitura foi boa pra você e adorei o que você comentou sobre as mensagens passadas pelo autor, sobre coragem, amizade e lealdade.

    Beijos,
    Fernanda F. Goulart

    ResponderExcluir

Oi pessoa leitora, fico muito feliz com sua visita. Não esqueça de deixar um comentário me contando o que achou do post e do blog!

Dicas e opiniões são sempre bem vindas!

Obrigada pela visita e volte SEMPRE!!