Lê Lendo Lido no Cinema #10 - Tudo e Todas as Coisas

15 junho 2017

Elenco: Amandla Stenberg, Nick Robinson, Anika Noni Rose e Ana de la Reguera
Gênero: Drama/Romance
Distribuidora: Warner Bros.
Classificação: 12 anos
Duração: 1h 40min
Estreia: 15/06/2017
Direção: Stella Meghie
Ingresso cedido pela Espaço/Z para cabine de imprensa.

Sinopse: E se você não pudesse tocar absolutamente em nada do mundo? E se não pudesse respirar ar fresco, sentir o sol quente em seu rosto… ou beijar seu vizinho? Tudo e Todas as Coisas narra a improvável história de amor de Maddy, uma garota de 18 anos, inteligente, curiosa e cheia de imaginação, vítima de uma doença raríssima que a impede de abandonar a proteção do ambiente hermeticamente fechado no qual vive dentro de sua casa, e Olly, o vizinho da casa ao lado que não está disposto a deixar que a condição de Maddy os afaste um do outro. Maddy está desesperada para experimentar o desejado e estimulante mundo além das paredes de seu quarto – e a promessa de seu primeiro amor. Os olhares trocados apenas pelo vidro das janelas e as conversas por textos criaram um profundo laço entre Maddy e Olly, que os leva a arriscar tudo para ficarem juntos… ainda que eles possam perder absolutamente tudo.


Tudo e Todas as Coisas é a adaptação do livro de mesmo nome, da autora Nicola Yoon. O filme chega aos cinemas na semana do dia dos namorados e promete esquentar os corações gelados e encantar os apaixonados. 

Sobre o filme


Madeline está prestes a fazer 18 anos e faz 17 que está presa em sua própria casa. Isso porque, quando bebê, ela foi diagnosticada com uma doença muito rara, a IDCG - Imunodeficiência Combinada Grave. A doença é tão grave que qualquer coisa pode desencadear alergias, o que pode levá-la a morte.

Apesar de estudar, ler livros, assistir à TV e navegar na internet, sua vida está muito longe de ser normal. Além de sua mãe, Pauline, a única pessoa que entra na casa é a enfermeira Carla. Essa, além de cuidar da sua saúde, é sua única amiga. Nunca há visitas e, caso alguém precise, entrar na casa tem que passar por um processo de esterilização de uma hora. A casa é totalmente preparada para o bem da sua saúde.

Madeline vê o mundo da janela de seu quarto. E é da janela que ela vê uma família chegando de mudança para a casa ao lado. Mas na verdade sua atenção está em Oliver, seu novo vizinho. Depois de alguns dias de troca de olhares, os dois começam a conversar por e-mails e mensagens de celular.


Mas as conversas não são mais suficientes e a vontade de conhecerem pessoalmente fala mais alto. Com a ajuda de Carla, os dois se encontram, sob as condições de não se tocarem e de manterem distância um do outro. Contudo, a visita de Olly desperta outros sentimentos e a partir desse encontro fica difícil segurar a vontade de se verem.

O inevitável acontece e eles se apaixonam. Contudo, o fato de não poderem se tocar e ficar mais tempo juntos começa a ficar insuportável. Mas como viver um amor, quando tudo pode colocar a saúde de Maddy em risco? Será que o amor pode realmente matar?

Minha opinião

O enredo ficou muito bem representado no filme. Toda a história ficou muito fiel ao livro. Com pequenas mudanças que, na minha opinião, não farão diferença. O filme ficou perfeito do início ao fim!

Maddy está perfeita perfeita. Amanda Stemberg ficou muito bem no papel, ela soube transmitir o jeito delicado e sensível e um pouco ansioso de Maddy. Nick Robinson não podia ter sido um Olly mais perfeito, cumpriu o papel com maestria. Aquele jeito preocupado dele encanta. Não tem como não adorá-lo! A relação entre os dois ficou uma graça.



Outro destaque foi Ana de la Reguera no papel da enfermeira Carla. Mais um acerto de elenco, ela conseguiu passar muito bem a enfermeira compreensiva, cuidadosa e cheia de conselhos carinhosos, do livro. Anika Noni Rose também está ótima fazendo o papel de mãe, porém achei que ela foi retratada um pouco mais flexível do ela realmente me pareceu quando li a obra. 

A fotografia do filme está linda, e a trilha sonora emocionante. Sorri e chorei em muitos momentos, foi um misto de emoções o filme inteiro. Os acontecimentos conseguiram ter seu tempo adequado, mesmo com as coisas acontecendo mais rapidamente no filme. O modo como as trocas de mensagens foram trabalhadas no longa me trouxe sorriso ao rosto. Sai do cinema feliz e satisfeita com o que vi!

Tudo e Todas as Coisas é um filme bastante sensível! Nós faz refletir sobre o mundo que nos cerca, sobre a vontade de viver, sobre o amor incondicional, sobre perda e até onde vamos por amor! Recomendo para quem gosta de drama e romances fofos e lindos. Praticamente impossível não se emocionar.


Trailer



9 comentários

  1. Oi tudo bom?
    Estou louca para ver esse filme, já li o livro e é um dos meus favoritos não vejo a hora de ir assistir.

    ResponderExcluir
  2. Hey, Lê, tudo bem?

    Estou doida pra ler o livro e assistir ao filme!
    Pretendo ler em breve. A história me parece linda e estou bem ansiosa pra conhecer esses dois. :)

    Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Quero assistir esse filme, mas queria ler o livro primeiro, por isso estou pensando esperar sair na Netflix.
    Beijos
    Mari
    www.pequenosretalhos.com

    ResponderExcluir
  4. Oi, Lê!
    Estou com muita vontade de assistir o filme, Vou ver primeiro para depois me decidir se quero ler o livro, é que eu não tenho uma relação muito boa com histórias do gênero. Mesmo assim estou com boas expectativas, espero gostar!

    Beijos,

    Rafa [ blog - Fascinada por Histórias]

    ResponderExcluir
  5. Olá!
    Recebi este livro da Editora Arqueiro, justamente porque quero fazer o comparativo com o filme e expressar minha opinião a respeito. Fico contente que ele tenha sido fiel ao livro. Estou ansiosa pra assistir. Muito breve.
    Abs
    Nizete
    Cia do Leitor

    ResponderExcluir
  6. Oi!!
    Eu não li o livro porque esse tema não chama muito a minha atenção, mas quero assistir o filme.
    Espero gostar assim como você gostou.
    Beijão!

    ResponderExcluir
  7. Quando vi o trailer não sabia que era do livro, tanto que tenho a edição da novo conceito em casa,amei o trailer e to louca em ler a obra, e vcê me deixou mais curiosa kkk, porque o filme parece bem reflexivo e amo filmes assim.

    ResponderExcluir
  8. Olá Lê, eu queria muito ler o livro, mas acho que vou acabar cedendo e assistindo o filme antes *-* Pelos seus comentários parece que conseguiram manter o enredo sem muitas alterações do livro e o romance parece ser fofo e bem dramático ao mesmo tempo *-*

    ResponderExcluir
  9. eu li o livro e não gostei, talvez, se um dia assistir ao filme, goste um pouco mais, geralmente esses livros melosos quando têm adaptação, são menos ruins.

    ResponderExcluir

Oi pessoa leitora, fico muito feliz com sua visita. Não esqueça de deixar um comentário me contando o que achou do post e do blog!

Dicas e opiniões são sempre bem vindas!

Obrigada pela visita e volte SEMPRE!!