Resenha: A Melodia Feroz - Victoria Schwab

02 junho 2017

Título: A Melodia Feroz
Título Original: This Savage Song
Série: Monstros da Violência #1
Autora: Victoria Schwab
Editora: Seguinte
Ano: 2017
Páginas: 384
Para saber mais: Skoob

Livro recebido em parceria com a editora.
Sinopse: Kate Harker e August Flynn vivem em lados opostos de uma cidade dividida entre Norte e Sul, onde a violência começou a gerar monstros de verdade. Eles são filhos dos líderes desses territórios inimigos e seus objetivos não poderiam ser mais diferentes. Kate sonha em ser tão cruel e impiedosa quanto o pai, que deixa os monstros livres e vende proteção aos humanos. August também quer ser como seu pai: um homem bondoso que defende os inocentes. O problema é que ele é um dos monstros, capaz de roubar a alma das vítimas com apenas uma nota musical. Quando Kate volta à cidade depois de um longo período, August recebe a missão de ficar de olho nela, disfarçado de um garoto comum. Não vai ser fácil para ele esconder sua verdadeira identidade, ainda mais quando uma revolução entre os monstros está prestes a eclodir, obrigando os dois a se unir para conseguir sobreviver.



A Melodia Feroz é o primeiro livro da duologia Monstros da Violência. O segundo, Our Dark Duet, foi publicado esse ano nos EUA e deve ser publicado ano que vem aqui no Brasil.

Sobre o livro

Há 6 anos, a paz foi estabelecida na Cidade V. Mas isso veio com um preço a divisão da cidade entre Norte e Sul. Collum Harker controla o Norte com punhos de ferro, tipo um juiz soberano. Seu acordo com os Corsais e os Malchais possibilita aos cidadãos que possuem seu medalhão a viver tranquilamente, sem serem atacados pelos monstros. Já no lado Sul, Flynn, muito mais bondoso que o rival, preparara seu exército FTF (Força-Tarefa Flynn) para proteger seu lado da cidade da violência e para uma possível guerra com o lado Sul. Além disso, ele cria como filhos três Sunais, os mosntros mais raros e poderosos que existem.

Katherine Harker, filha de Collum, viveu os últimos anos longe da Cidade V, de escola em escola, ela conseguiu ser expulsa de todas com o único objetivo de voltar para casa e ficar perto de seu pai. Seu maior desejo é provar que ela pode ser tão cruel quanto ele e que é digna de possuir o sobrenome Harker. August Flynn é mais novo dos Sunais, criado como filho de Flynn, teve sua identidade mantida em segredo desde o dia em que foi encontrado e levado para o complexo dos Flynns. Sua maior vontade é ajudar o irmão Leo na FTF, para que juntos possam manter a cidade livre da violência. A oportunidade de ajudar surge quando seu pai fica sabendo que Kate está de volta à cidade. Assim, se passando por humano, ele começa a frequentar a mesma escola de da garota para vigiá-la de perto.

Mas acontecimentos inesperados colocarão os dois juntos numa busca pela verdade e pela sobrevivência. O que eles descobriram pode ser duro para ambos.


Minha opinião

Para mim, o mais incrível nesse mundo criado pela Victoria é, com certeza, o modo como os monstros nascem, eles são o resultado de ações de violência. Há três tipos de monstros, cada um se alimenta de uma coisa diferente: os Corsais, de carne e ossos; os Malchais de sangue e os Sunais, de almas manchadas de sangue. O diferencial está no modo que os Sunais levam suas vítimas à morte, eles precisam de música para matar as pessoas. Por meio do canto ou som de algum instrumento musical, eles só podem ferir quem está manchado por atos de violência. O uso de uma coisa tão tocante como a música para uma finalidade tão brutal chega a ser belo.

Só tenho uma palavra para descrever Kate: chata! Confesso que foi bem difícil gostar dela, ela tem razões para ser como é e para tomar as decisões que toma. Mas, mesmo assim, nem depois de ficar sabendo o verdadeiro motivo por trás de seus atos, eu simpatizei com ela. Contudo não posso deixar de dizer que ela tem pontos positivos, é uma mulher decida e forte. 

August vive numa eterna crise existencial. Mesmo sendo um mostro, ele luta constantemente contra seus instintos. O modo como ele se alimenta também o incomoda bastante, ficando às vezes dias sem comer. Sua inocência e credulidade na bondade das pessoas foram o que fizeram eu gostar dele. Não há romance entre eles, para a minha alegria.

Muitos humanos são monstruosos, e muitos monstros sabem se fazer de humanos. 

A narrativa é em terceira pessoa e alterna os pontos de entre Kate e August. Isso facilita o entendimento da história, mostra os acontecemos dos dois lados da cidade e, é claro, externa tudo que se passa com os dois protagonistas. O livro é dividido em quatro partes, e os capítulos são curtos. A escrita da Victoria é leve e fluida, mas mesmo assim achei alguns trechos mais lentos.

A Melodia Feroz surpreendeu-me com a união entre violência e música em um mundo destroçado na busca de paz. Com questões que vão além de uma simples briga territorial, Schwab levanta o verdadeiro questionamento sobre as ambições humanas: estamos nos transformando em monstros?


18 comentários

  1. Olá gostaria de dizer que seu blog é lindo, muito amor por ele parabéns pelo trabalho desenvolvido aqui, estou te seguindo pra acompanhar de pertinho, adorei sua resenha e fotos ficaram lindas, a história é bem diferente do que estou habituada a ler e confesso que fiquei muito interessada, beijos!

    ResponderExcluir
  2. Olá!
    conforme fui lendo sua resenha, fui desenhando em minha mente as cenas e achei tudo muito fantástico! Já estava querendo esse livro por ter uma premissa fascinante. Agora quero mais ainda!
    Parabéns
    Nizete
    Cia do Leitor

    ResponderExcluir
  3. Oi, gosto da escrita da vitoria, apesar de não curtir muito fantasia, mas achei uma pena os personagens parecerem meio chatos, isso desistimula. Por outro lado, achei muito boa toda a premissa envolvendo os monstros, e ainda estou decidindo se lerei.

    ResponderExcluir
  4. Pelo amor de Deus, eu preciso desse livro desesperadamente, sério! Eu sou apaixonada na escrita dessa autora. Já li o livro em inglês e quero muito reler em pt!

    http://laoliphant.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Olá, tudo bem? Olha você só me fez correr mais ainda para ler algo da autora. Estou DOIDA por esse livro, e por todos elogios que fazer nele, e já tenho altas expectativas. Que fotos lindas <3
    Beijos,
    diariasleituras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Quando vi esse livro nas opções de parceria do mês fiquei bem tentada a pegá-lo, mas me segurei porque outro me chamou mais atenção. Porém, ainda quero lê-lo e tua resenha me fez ficar com mais vontade ainda.

    ;*

    ResponderExcluir
  7. Oi tudo bem?
    Primeiro queria parabenizar teu blog é lindão demais to apaixonada no layout ♥ Não sou muito de ler livros de fantasia mas esse depois da sua resenha eu realmente fiquei afim de ler : por tratar de dois mundos que não se suportam mas de repente aparece duas pessoas que vão uni-los, amo isso em livros e já anotei a dica :)

    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Estou com esse livro para ler aqui em casa, porém acho um pouco complexa a história dele. Talvez, com a leitura, eu entenda melhor. Parece interessante, por isso devo ler logo.
    Beijos
    Mari
    www.pequenosretalhos.com

    ResponderExcluir
  9. Eu já tinha visto esse livro em algum lugar e concordo bastante com suas palavras sobre ele,Eu sinceramente ia pega-lo para ler mas no dia eu tava bastante ocupada e cheia de coisa pra fazer e não consegui =(

    ResponderExcluir
  10. Oie! Eu já conhecia o livro por capa, mas não fazia ideia do que se tratava. Achei incrível a forma como a autora criou tudo, desde a ideia para os personagens até a reflexão que ela nos causa. Fiquei curiosa para saber mais sobre o que acontecerá. Achei muito legal o jeito que os monstros se alimentam e as diferenças que existem entre eles. Gostei de saber que os capítulos são curtos, pois minha leitura sempre flui mais facilmente quando é assim.

    Beijos, beijos.

    ResponderExcluir
  11. Oie
    interessante a leitura, bem chamativa e com muito conteudo, gostei apesar de não ser algo que eu leria por agora por estar dando prioridade para outros gêneros

    beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Olá Le, tudo bem?
    Ainda não conhecia a obra, mas fiquei bastante intrigada
    Além de uma premissa maravilhosa, saber que é uma obra que traz reflexão e aborda temas atuais deixa a leitura ainda mais interessante.
    Espero poder ler em breve
    Beijos

    ResponderExcluir
  13. Olá Lé, pelo seus comentários esse livro parece ser bem legal, gostei da forma que a autora construiu esses monstros e sua forma de alimentação, fiquei bem curiosa para lê-lo *-*

    ResponderExcluir
  14. Oi, Lê. Tudo bem?
    Uau, achei a premissa desse livro bem diferente e criativa, além de trazer uma reflexão importante! Espero pder ler esse livro, adorei a dica. Beijos <3

    ResponderExcluir
  15. Me sobe um arrepio só de falar sobre esse livro. Pensa numa leitura que eu quero muito, é esse livro! Eu sou completamente apaixonada por essa autora. Os livros dela são maravilhosos!

    http://laoliphant.com.br/

    ResponderExcluir
  16. Mulher eu te compreendo no sentido de não gostar de Kate, é tenso você ler um livro que a personagem principal faz altas merdas e dão uma desculpa ''aceitável'' pra dizer que ela podia fazer tal coisas u.u Eu to super curiosa em ler esse livro, mas agora to preocupada pela forma como você descreveu os personagens kkk.

    ResponderExcluir
  17. Olá,
    Gostei da parte original de misturar música com violência. Não creio também que iria gostar da Kate.

    ResponderExcluir
  18. Oi Lê, sua linda, tudo bem?
    Fiquei pensando sobre a pergunta que fez no final da resenha, a história infelizmente da humanidade está cheia de exemplos em que o homem se tornou um monstro. Gostei dessa conexão que ela fez com a música, e do enredo também. Não vejo a hora de ler. Sua resenha ficou ótima!!!
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Oi pessoa leitora, fico muito feliz com sua visita. Não esqueça de deixar um comentário me contando o que achou do post e do blog!

Dicas e opiniões são sempre bem-vindas!

Obrigada pela visita e volte SEMPRE!!