Resenha #98 - Alina - Emilia Lima

21 julho 2017

Título: Alina
Série: Família Cirilo #1
Autora: Emilia Lima
Editora: Pedrazul
Ano: 2017
Páginas: 188
Para saber mais: Skoob
Livro recebido em parceria com a editora.
Sinopse: Ambientada na Bahia século XVI, com passagens em Lisboa, Alina conta a história da família Cirilo, que veio de Portugal com o intuito de ajudar na colonização do Brasil. Alina Cirilo amou o jovem advogado Pedro Garcia desde a primeira vez que o viu – um grande amor, porém, proibido. Apaixonada por Pedro, com quem havia se deitado, ela é enviada pelo pai para longe, mas já levava a semente dele dentro de si. Sem escolha, longe de casa, vivendo em meio aos índios, ela conhece Naru, um mestiço com modos de fidalgo. Sozinha, carente, ela deixa-se conquistar pelo jovem belo e doce mestiço, embora nunca tenha esquecido Pedro. Amor, laços familiares, renúncias, traições e reencontros surpreendentes.


Alina é o primeiro livro da série Família Cirilo. Os próximos volumes, Ágata e Dandara, devem ser publicados em breve pela editora Pedrazul.  

Sobre o livro

Brasil, 1580. A fazenda da Família Cirilo, que veio de Portugal para ajudar na colonização do país, esta em um rápido crescimento. Alina, a filha mais moça, uma menina com apenas 12 anos, conhece o advogado Pedro Henrique Garcia, amigo de seu irmão, também imigrante português. Logo nesse primeiro momento, ela se apaixona perdidamente por ele, porém além dela ser muito nova, Pedro é mais velho, com 24 anos, e é casado. 

Anos se passam, e, mesmo sabendo que esse amor é proibido e que nunca irá acontecer, Alina não consegue mudar o que sente. Já uma moça, com 17 anos, ela trabalha com o irmão e com o próprio Pedro no escritório de advocacia no qual eles são sócios. Os dois ficam muito amigos e começam a passar muito tempo juntos.

Essa amizade começa a virar assunto na cidade, então preocupada com  sua reputação, Alina decide passar um tempo longe, na fazenda de sua irmã, em São Salvador. Na noite anterior a partida, ela acaba cedendo à paixão se entrega a Pedro.

Alguns dias depois de chegar na fazenda de sua irmã, Alina parte para uma aldeia com a velha índia Ana. Na aldeia, ela conhece Naru, um mestiço, que foi criado na cidade. No tempo que permanece lá eles tornam-se muito amigos. Além disso, ele é super protetor e muito dedicado a Alina. Após alguns meses Naru pede Alina em casamento, mesmo contrariada e ainda amando Pedro, Alina aceira casar, pois também ama o mestiço ,mas de uma maneira diferente. 


Minha opinião

Preciso confessar que eu queria outro final para esse livro. Uma coisa que percebi é que durante toda a leitura o rumo da história vai ficando meio óbvio. As próprias ilustrações e os nomes dos capítulos já dão dicas do que vai acontecer. Isso me incomodou um pouco, pois conforme eu lia, os acontecimentos já não eram mais surpresa para mim.

Alina é uma moça a frente dos pensamentos da época, desde muito nova já questiona o modo como os escravos são tratados, lutando pelos direitos trabalhistas e pela liberdade desse povo. É muito determinada e tem uma relação muito bonita com a sua família, especialmente com seu pai.

Tive meus problemas com Pedro, não consegui gostar dele, mesmo ele mostrando-se preocupado com Alina e com sua família. Já com Naru foi diferente, gostei dele desde o começo, ele é um homem dedicado, correto, companheiro e, acima de tudo, amigo. Mesmo sabendo do amor de Alina por outro homem está disposto a mostrar a ela o quão felizes eles podem ser juntos. 


Fosses tu minha... eu jamais te deixaria ir!



Vou destacar dois personagens secundários que destacam-se nessa história. O pai de Alina, Sr. Felipe Cirilo, um pai bondoso e compreensivo. Ficou ao lado de Alina em todos os momentos, apoiando-a e respeitando-a. E sua irmã, Ágata, que em um primeiro momento mostrou-se ambiciosa e sem escrúpulo, mas que depois mostra-se arrependida e com bom senso.

A parte gráfica do livro está muito bonita e caprichada. Há muitas ilustrações, feitas por Mara Sop, que remetem às cenas narradas. Para essa nova edição, a autora fez uma revisão da história, mudando o destino de alguns personagens.

A narrativa é em terceira pessoa, com foco em Alina. A “autora” do livro apresenta Alina como sendo a tataravó de sua bisavó. A escrita da Emilia é leve, simples e muito fluida. O livro pode ser lido em poucas horas.

Alina é um livro que mostra vários tipos de amor e que muitas vezes precisamos superar muitas barreiras para viver uma grande paixão. Leitura super indicada para as fãs de romances de época e para que ama uma linda história de amor. 



11 comentários

  1. oiii tudo bem ?
    fiquei bem interessada com a historia já ate imaginei KKKK, o livro tem uma capa bonita, apesar de que se eu visse só a capa e não tivesse lido a resenha iria passa ele KKK, irei anotar dica.

    bjsss

    ResponderExcluir
  2. Olá, Lê!
    Tudo bem?

    Eu não conhecia esse livro, achei a capa bem feita, ficou caprichada. Sua resenha ficou incrível, mas infelizmente o livro não me despertou interesse. Vou indicar para as meninas do blog!

    ResponderExcluir
  3. Parece ser uma leitura bem interessante, amo romances históricos ambientados no Brasil.
    Beijos
    Mari
    www.pequenosretalhos.com

    ResponderExcluir
  4. Lê, acho que mencionei aqui que tô dando um tempo nos romances de época, porque dei uma boa enjoada.
    Mas mesmo que não estivesse, não me senti interessada por esse livro, não.
    Vou deixar passar a dica. :)

    Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Eu amo romances de época, mas li pouca coisa que se passasse no Brasil Colonial. Tenho curiosidade de ler esse livro, a capa está muito bonita e parece que a história é interessante.

    ResponderExcluir
  6. olá, Lê ^^
    Pra ser sincera não me agradei da premissa do livro, desde a capa até o enredo mesmo... mas pra quem gosta de romance de época, na certa vai gostar da leitura,mesmo que ela seja previsível...

    bjs...

    ResponderExcluir
  7. Oi, Lê!
    Romances não são bem o meu tipo de leitura, mas gosto daqueles de época e fiquei curiosa com esse por se passar em nossas terras e ter as questões do momento. Mas o que realmente me chamou atenção foi o cuidado que a editora teve com esse livro. Gente, que diagramação mais linda! ♥

    ;*

    ResponderExcluir
  8. Olá Lê, eu não conhecia o livro e nem a autora, mas pelos seus comentários o romance parece estar bem bacana *-* Dica anotada.

    ResponderExcluir
  9. Oi! Que ideia bacana literatura de época escrita por autores nacionais contemporâneos! Não conhecia até então. Vou anotar a dica, pois fiquei curiosa para conhecer a descrição do nosso país vista por esse ângulo. Adoro os romances de José de Alencar, então seria uma boa fazer um paralelo entre os estilos dos dois :)
    Beijo! Adorei as fotos! Resenha impecável 😘

    ResponderExcluir
  10. Olá, tudo bem?

    Acho interessante literatura de época, mas não muito romance de época, não é o meu forte. Gosto mais de ficção histórica, livros policiais, livros sobre guerra. Não conhecia a autora e essa livro. Adorei as fotos, ficaram lindas. Parabéns pela resenha, vou indicar esse livro para as amigas que gostam de romance.
    Abraços!

    ResponderExcluir
  11. Olá,
    Não conhecia a obra, mas gosto bastante do gênero e fiquei curiosa para fazer a leitura.
    Em relação à esses pequenos spoiler que o título dos capítulos e as ilustrações nos dão, creio que também me incomodariam um pouco por estragar a surpresa dos acontecimentos e deixando tudo mais previsível.
    Alina parece ser uma personagem bem interessante por ser diferente e pensar a frente de seu tempo.

    LEITURA DESCONTROLADA

    ResponderExcluir

Oi pessoa leitora, fico muito feliz com sua visita. Não esqueça de deixar um comentário me contando o que achou do post e do blog!

Dicas e opiniões são sempre bem-vindas!

Obrigada pela visita e volte SEMPRE!!