Resenha: O Verão em que Tudo Mudou - Gabriela Freitas, Thaís Wandrofski e Vinícius Grossos

22 dezembro 2017

Título: O Verão em que Tudo Mudou 
Autores: Gabriela Freitas, Thaís Wandrofski e Vinícius Grossos
Editora: Faro Editorial
Ano: 2017
Páginas: 304
Para saber mais: Skoob
Livro recebido em parceria com a editora.
Sinopse: A vida às vezes guarda inúmeras surpresas. Sem avisar, ela muda de direção. Na hora você não entende, já que “tudo parecia estar bem”. Então percebe que havia sinais.... um sentimento, uma lembrança, um fato que parecia bobo, mas não era... É quando a gente entende que todo o caminho estava errado, que nada fazia muito sentido. Pelo menos, pra você. Fred sente-se absolutamente comum diante de um mundo com tanta gente especial. Lavínia, ao alcançar aquilo que parecia um sonho, algo pelo qual tanto lutou descobre que a nova conquista nunca foi realmente um desejo seu. E Sol, sem perceber, vive sempre à espreita, desconfiada, em constante alerta, tentando controlar tudo ao redor, na esperança de não se ferir novamente... Três jovens, de cidades distantes, com diferentes realidades, descobrindo o mundo a partir de suas próprias escolhas: complexo, difícil, libertador. Três histórias que se cruzam, no exato momento em que se coloca, diante de cada uma delas, uma exigência capaz de definir algo para o resto de suas vidas.


Sobre o livro

Em O verão em que tudo mudou, vamos acompanhar a história de três jovens passando pela transcrição adolescente/adulto, aquela etapa da vida quando terminamos o Ensino Médio e não sabemos bem o que queremos para o nosso futuro. Cada contos foi escrito por um autor nacional diferente: Gabriela Freitas, Thaís Wandrofski e Vinícius Grossos.

No primeiro conto, Quando infinitos se encontram, de Vinícius Grossos, é véspera de natal, e Frederico está fechando a livraria na qual trabalha, mas uma menina resolve que bater na porta, porque precisa devolver um livro que ganhou antes de ir embora da cidade. Esse estranho acontecimento será só o começo de uma noite na qual ele aprenderá que não precisa ter sempre desejos e sonhos grandiosos para viver e que tudo acontece no seu tempo.

Em Mantenha-se viva, de Gabriela Freitas, Lavínia passou no vestibular para o curso que durante grande parte da sua vida acreditou ser seu sonho. Porém, nesse momento, as únicas coisas que ela deseja é terminar seu namoro, pegar suas economias e fazer uma viagem para reencontrar-se e descobrir o que realmente deseja para sua vida. Contudo antes disso, ela vai precisar superar um trauma e descobrir um novo amor.

Em Pôr do sol, de Thaís Wandrofski, Sol está de férias e determinada a aproveitar da melhor maneira possível esse período de descanso. Ela possui uma programação super organizada para que, junto com sua amiga, Bia, faça todos os passeios possíveis. Mas um acontecimento inesperado e uma discussão com sua melhor amiga farão com que Sol repense seus atos e modo como lida com seus amigos e parentes.


Minha opinião

As três escritas são gostosas e fluem muito bem, contudo achei a do Vinícius mais divertida e um pouco mais leve. Além disso, os capítulos são curtos, o que deixou a leitura super rápida. Cada conto se passa em um mês do verão: dezembro, janeiro e fevereiro, as histórias são dependentes, mas há ligação entre algumas personagens. Sendo assim, encontramos referências a acontecimentos já mencionados nas narrativas anteriores.

Os personagens encaixam-se perfeitamente em suas problemáticas, eles estão com dúvidas, inseguros e precisando de um rumo. Chega uma hora em que a responsabilidade bate na nossa porta, e é normal esse momento de desespero, impossível não se identificar com alguma situação. No meu caso, que já passei por essa fase, relembrei quando dei meus ataques de insegurança sobre minhas decisões.

Por estarem passando por esses momentos de incertezas, irritei-me com eles em alguns momentos, principalmente com as meninas, acabei gostando mais de Fred. Mas preciso dizer que a evolução delas é muito mais significativa nas histórias, o amadurecimento delas é maior. Contudo, acredito que Fred não precisava amadurecer tanto, mas aceitar seu momento de vida.


A vida se modifica o tempo todo e a gente vai se ajustando da forma que parece melhor naquele momento. Não dá para decidir tudo com tanta antecedência. Os caminhos vão criando bifurcações e, às vezes, quando nos damos conta, já estamos seguindo por um lado completamente diferente do planejado.


A edição está apaixonante! O livro todo possui ilustrações com citações dos contos. A fonte é azul, também tem rosa. Um detalhe muito legal e que, para cada história, os detalhes do início dos capítulos mudam, fazendo referência àquele conto. Há no final de cada narrativa uma playlist muito bacana.

O verão em que tudo mudou é um livro perfeito para quem está passando por momentos de incertezas com o futuro. Mas também é uma ótima leitura para quem gosta de uma narrativa leve, mas com questões que sempre ensinam, independente da fase da vida em que estamos.


4 comentários

  1. Acho que por serem "ex-adolescentes" jovens-adultos as indecisões são coisas comuns. Eu ainda consigo ter muitas mesmo beirando os 40. Achei a diagramação muito fofa, e achei interessante que cada conto se passou em um mês, além de haverem ligações entre eles. Caindo na minha mão a oportunidade, eu leria com gosto.

    ResponderExcluir
  2. apesar de gostar de contos, nao me senti atraida pelo enredo desses três...
    mesmo que tenham capitulos curtos, que dão mais intensidade pra mim na leitura, não fiquei empolgada com a premissa...
    bjs...

    ResponderExcluir
  3. Oie
    eu li o livro e posso dizer que foi simplesmente adorável cada página e cada conto, um mais amorzinho que o outro, valeu super a pena pelas histórias cheia de lições, amei sua resenha

    beijos
    http://www.prismaliterario.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Olá,
    Acho que se eu lesse isso uns anos antes eu também me irritaria, mas hoje em dia relevo bastante as coisas se tratando de histórias com adolescentes.
    Gosto de ler contos e a diagramação desse livro parece ser bem linda!

    Debyh
    Eu Insisto

    ResponderExcluir

Oi pessoa leitora, fico muito feliz com sua visita. Não esqueça de deixar um comentário me contando o que achou do post e do blog!

Dicas e opiniões são sempre bem-vindas!

Obrigada pela visita e volte SEMPRE!!