Resenha: Ecos - Pam Muñoz Ryan

29 janeiro 2018

Título: Ecos
Título original: Echo
Autora: Pam Munõz Ryan
Editora: DarkSide Books
Ano: 2017
Páginas: 368
Para saber mais: Skoob
Livro recebido em parceria com a editora.
Sinopse: A aventura começa cinquenta anos antes da Primeira Guerra Mundial — “a guerra para acabar com todas as guerras” —, quando o pequeno Otto se perde na Floresta Negra e encontra as três irmãs encantadas, prisioneiras de uma velha bruxa, que conhecia apenas das páginas de um livro, e acreditava ser apenas uma lenda. Como em um passe de mágica, as irmãs ajudam o garoto a encontrar o caminho de casa. E Otto promete libertá-las, levando o espírito das três dentro de uma inusitada gaita de boca. Ao longo dos anos, o instrumento chega à mão de novos donos: um menino que vê o sonho de se tornar músico interrompido pela ascensão do nazismo; um jovem pianista prodígio que vive num orfanato e luta para não ser separado do irmão caçula; uma filha de imigrantes mexicanos que cuidam de uma casa de japoneses enviados a um campo de concentração dentro dos Estados Unidos, durante a Segunda Guerra Mundial. Personagens com dramas diferentes, mas um amor transformador pela música. Cada um à sua maneira, eles são afetados pela magia das três irmãs.



Sobre o livro

50 anos antes da Primeira Guerra Mundial, Otto brincava de esconde-esconde com seus amigos, até que perde-se na floresta, assim ele encontra três princesas que, por culpa de uma maldição, não conseguem sair de lá. Elas prometem ajudar Otto a sair da floresta se ele levá-las para fora dentro de sua gaita.

Anos depois, em 1933, na Alemanha, Friedrich Schmidt, com 8 anos, é o funcionário mais novo da fábrica de gaitas, trabalhando ao lado de seu pai. As ideias nazistas de Hitler estão conquistando adeptos e o nazismo está cada vez mais forte, contudo seu pai não concorda com as ideias nazistas, ao contrário de sua irmã que decide juntar-se ao movimento. E nesse contexto de mudança, que vive o menino, que sonha em ser Maestro.

Dois anos depois, em 1935, no condado da Filadélfia, os irmãos Mike e Frankie são deixados pela avó em um orfanato. A única coisas que desejam é ficar juntos independente do que aconteça.

Anos depois, em 1942, no sul da Califórnia, Ivy e seus pais deixam o México para cuidar da casa de uma família de japoneses que foram mandados para um campo de concentração. Mesmo longe de casa, seu amor pela música não fica esquecido e o que ela mais deseja é entrar para a orquestra da escola nova.


Minha opinião

Em Ecos, a paixão pela música é o guia das histórias dos personagens durante toda a trama. A gaita de Otto ajuda os protagonistas a seguirem em frente, superando as diversidades. Além disso, todos os contos possuem como plano de fundo um diferente contexto de guerra. Assim as narrativas carregam um tom dramático desses momentos. Gostei principalmente da primeira história, na qual mostra a vida de um alemão que ia contra as ideias do Nazismo. Eu nunca tinha lido nada assim e nunca parei para pensar em como deve ter sido difícil para os alemães ter que viver nessa situação.

A narrativa é feita em terceira pessoa nas quatro partes que compõem a história. A escrita de Erin Beaty é leve, envolvente e emociona. As três histórias possuem início meio e fim, contudo esse final fica aberto, o que me deixou em nas três narrativas com o coração na mão. A autora termina cada um dos contos em momentos cruciais, deixando o verdadeiro enceramento deles para o fim do livro. O modo como Pam Muñoz ligou cada uma das histórias é muito bonita e musical! 


As realidades dos personagens são bem diferentes, todas encantam e emocionam. Durante a leitura vi-me presa a eles e torcendo com todas as forças para que tudo desse certo.

Friedrich sofre por ter uma marca no rosto, o que ocasionou situações de bullying em sua escola, fazendo com que o menino deixasse o colégio para ir trabalhar com o pai, na fábrica de gaitas. Seu maior sonho e ser maestro e, por vezes, fecha os olhos e imagina ser um. Ele só tem 8 anos, e foi difícil imaginar uma criança tão pequena passando pelas coisas que ele passa.

Os irmãos Mike e Franklin são muito unidos. Mike, o mais velho, assume o papel de protetor, lutando para que seu irmão não seja adotado sem ele, além disso possui um talento nato para o piano. Franklin, mesmo com a situação difícil e com a possibilidade de ficar sem o irmão, é um menino querido e sonhador. A história dos dois é muito linda e comovente.

Ivy deixou o México contra a sua vontade, seus pais são preocupados e amorosos, eles farão o possível para que o sonho da filha torne-se realidade. Na nova realidade, Ivy vai conhecer o poder que a guerra tem nos julgamentos das pessoas, e que isso muitas vezes e injusto e ruim. Ivy é muito querida, ingênua e curiosa.


Música não tem raça nem qualquer inclinação!


A edição desse livro é um presente aos fãs de livros. Todo o trabalho é feito em roxo e laranja, a parte interna também está toda trabalhada em detalhes. No início de cada história, há uma partitura de uma música para ser tocada na gaita. É um livro lindo com uma história linda!

Adorei essa leitura! Ecos é um livro comovente, que aborda temas como coragem, amor familiar e gentileza. Tudo isso em um contexto de incertezas trazidas pela guerra, mas com a sensibilidade e a beleza da música. 


6 comentários

  1. Hey, Lê!

    Eu já tinha visto esse livro por aí, mas nunca dei nada por ele, acredita? Agora, depois de ler sua resenha, já mudei totalmente de ideia. Quero esse livro pra ontem! ahahahaha
    Eu gosto de tudo o que remete a guerras, adoro esse tipo de literatura. Por sua causa, minha lista de desejados acaba de aumentar. Estou super ansiosa pra ler. Parabéns pela resenha!

    Beijos e bom feriado!

    ResponderExcluir
  2. Amo livro que envolvem guerras mundiais, gostei de saber que vão finalmente abordar esse tema do "uma guerra para acabar com todas as guerras". Seria uma livro de história com personagens e ponto de vistas, adorei e estou louco para ler ^^

    ResponderExcluir
  3. Oi.
    Tudo bom?
    Não conhecia o livro, mas achei a premissa bem interessante e da para ver na resenha como gostou.
    Vou procurar o livro é conhecer melhor a história.
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Olá
    com certeza o livro vai para lista de desejados, tanto por conta dessa edição maravilhosa e pelo enredo que vc me apresentou, parece ser um livro realmente comovente, adorei a dica

    beijos
    http://www.prismaliterario.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Olá!
    Este livro tem tudo que amo, uma bela historia que se passa durante a guerra, magia e mistério. E claro, é da DarkSide!! A gente fica com os olhos brilhando com os livros da editora pelo capricho e carinho com os produtos para seus leitores. Quero muito!!
    Nizete
    Cia do Leitor

    ResponderExcluir
  6. Eu sou apaixonada pelo capricho da Darkside nos livros, mas até hoje não tinha achado um que me atraísse muito, sabe? Quer dizer, a maioria dos livros deles me deixam com medo kkkk Eu gostei muito da sua resenha e esse livro me despertou demais o desejo de ler, com certeza vou adicionar na lista de livros para ler ☺♥ Os Delírios Literários de Lex

    ResponderExcluir

Oi pessoa leitora, fico muito feliz com sua visita. Não esqueça de deixar um comentário me contando o que achou do post e do blog!

Dicas e opiniões são sempre bem-vindas!

Obrigada pela visita e volte SEMPRE!!