Lê Lendo Lido no Cinema - A Forma da Água

01 fevereiro 2018

Elenco: Sally Hawkins, Michael Shannon, Richard Jenkins mais
Gênero: Aventura | Drama | Fantasia
Distribuidora: Fox Film
Classificação: 16 anos
Duração: 123min
Estreia: 01/02/2018
Direção: Guillermo del Toro
Ingresso cedido pela Espaço/Z para cabine de imprensa.
Sinopse: Do mestre contador de histórias Guillermo del Toro, vem A FORMA DA ÁGUA - um conto de fadas dos mais imaginativos ambientado no cenário dos Estados Unidos na época da Guerra Fria, por volta de 1962. No laboratório secreto e de alta segurança do governo onde trabalha, a solitária Elisa (interpretada por Sally Hawkins) vive presa em uma vida de isolamento. Sua vida muda para sempre quando ela e a colega Zelda (interpretada por Octavia Spencer) descobrem uma experiência secreta. Também estão no elenco Michael Shannon, Richard Jenkins, Doug Jones e Michael Stuhlbarg.



Sobre o filme

Eliza é muda, ela trabalha como zeladora em um laboratório secreto dos EUA durante o período da guerra fria. Ao limpar um dos laboratórios, vê chegar ao lugar uma criatura diferente de tudo que já tinha visto, um anfíbio com corpo de humano, que foi capturado na América do Sul. Esse ser e Eliza vão criar uma ligação, até que a feição de Eliza cresce a um ponto que o sentimento da zeladora torna-se um amor intenso e muito peculiar.

Por se passar nos anos 60, a iluminação e o cenário do filme são uma das suas características marcantes, além disso a trilha sonora combinou perfeitamente. Durante o longa, o diretor aborda temas, como racismo, preconceito e machismo, mas sem muita intensidade. Por ser um filme de fantasia de Guilhermo Del Toro senti falta de mais metáforas, mas isso não tira a simbologia do filme. Há cenas na água que são fantásticas e deslumbrantes.


Minha opinião

A forma da água é do diretor Guilhermo Del Toro, super aclamado pelo seu filme o labirinto do fauno (um dos meus filmes favoritos). Só por esse motivo, minha vontade de assistir ao filme já era grande, contudo as sete indicações ao globo de outro, no qual foi vencedor em duas categorias, e as treze indicações ao Oscar, incluindo melhor filme, não poderiam ser maior conformação de que Del Toro fez mais uma fez um excelente trabalho.


Eu não conhecia o elenco, mas posso falar que me surpreendi com a atuação dos atores. Sally Hawkins, que interpreta Eliza, não fala durante o filme, usa somente gestos e a expressão facial para se comunicar e passar o que sente. Isso não foi nenhum problema para a atriz que cumpriu seu papel com maestria, passando ao telespectador exatamente o que sentia em cada momento. Sem falar que amor pela criatura é natural e verdadeiro.

O personagem da Octavia Spencer, a Zelda, dá um ar leve e cômico ao filme, contudo não tem muita relevância. Giles (Richard Jenkins) é um personagem que sofre sozinho pela sua homossexualidade reprimida e também traz um clima mais engraçado. Michael Shannon interpreta o vilão Strilkland, ele tem tudo que um personagem malvado precisa, a cara de mal e as atitudes mais malvadas ainda.


Não posso deixar de destacar o ser humanoide, ele é espetáculo à parte. A maravilhosa atuação do ator Doug Jones como criaturas já não é novidade, mais uma vez ele interpreta o papel de modo fantástico. Ele é inserido no filme aos poucos, e quando vemos já gostamos dele, sem falar na beleza desse “animal”. Aqui, esse Ser foi inspirado no réptil gigante do filme O Mostro do Lago Negro, de 1954, sua semelhança é muito clara, a maquiagem e os efeitos são lindíssimos. 

Não preciso nem dizer o quanto gostei do filme, foi uma experiência fantástica e com direito até a choro. Mesmo não sendo nenhum Labirinto do Fauno, A forma da Água é um filme de amor entre interespécie, que nos faz perguntar quem é o verdadeiro mostro na história e surpreende com cenas mais fortes e encanta pela sua sensibilidade ao mostrar o amor de Eliza e A Forma.

Trailer



5 comentários

  1. Hey, Lê!

    Eu acho que ando muito desmotivada pra filmes, porque assisti a 4 filmes indicados ao Oscar e não gostei de nenhum, inclusive desse... rsrs.
    Amei Eliza! Assim como você, acho que a atuação da atriz foi sensacional, tanto que se fez ouvir muito mais do que os personagens que falam.
    O ator que interpretou a criatura também foi excelente, mas mesmo assim eu não consegui gostar do filme. :/
    Mas torço muito para que a atriz seja premiada!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Olá!
    Quero muito, MUITO, muuuuuito assistir esse filme, e ler o livro também! Talvez no período do carnaval faça isso. Estou ansiosa, principalmente porque teremos o Oscar e quer estar por dentro. :)
    Ans
    Nizete
    Cia do Leitor

    ResponderExcluir
  3. Oie
    poxa que legal ler uma resenha sobre o filme pois ainda não tinha visto e estou mega curiosa para ver de tanto que ouço falar, pretendo ver no cinema e gostar muito, não vi O labirinto do fauno mas ja esta na lista, bela dica

    beijos
    http://www.prismaliterario.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Não conhecia o filme, vou assistir hoje já que hoje não vou pular carnaval, é uma boa para relaxar em casa, adorei a dica e a proposta do filme ^^

    ResponderExcluir
  5. Oi, tudo bem?
    Eu ainda não assisti esse filme, mas estou bastante curiosa desde que começou a se destacar nas temporadas de premiações. Em especial, quero muito conferir a atuação de Sally Hawkins que é uma aposta praticamente certa no Oscar (apesar de que sou fã do trabalho da Sairoise Ronan, indicada por Lady Bird).
    Enfim, fico feliz que você tenha gostado do filme, mesmo que não tanto quanto O Labirinto do Fauno. Confesso que, eu gosto do Labirinto, mas, ao contrário de você, não o considero nem de longe um dos meus filmes favoritos. No entanto, estou com um uma boa expectativa para a Forma da água.
    Beijos!

    ResponderExcluir

Oi pessoa leitora, fico muito feliz com sua visita. Não esqueça de deixar um comentário me contando o que achou do post e do blog!

Dicas e opiniões são sempre bem-vindas!

Obrigada pela visita e volte SEMPRE!!