Resenha: Mulher-Maravilha: Sementes da Guerra - Leigh Bardugo

27 fevereiro 2018

Título: Mulher-Maravilha: Sementes da Guerra
Título original: Wonder Woman: Warbringer
Série: Lendas da DC #1
Autora: Leigh Bardugo
Editora: Arqueiro
Ano: 2017
Páginas: 400
Para saber mais: Skoob
Livro recebido em parceria com a editora.
Sinopse: Antes de se tornar a Mulher-Maravilha, ela era apenas Diana. Filha da deusa Hipólita, Diana deseja apenas se provar entre suas irmãs guerreiras. Mas quando a oportunidade finalmente chega, ela joga fora sua chance de glória ao quebrar uma lei das amazonas e salvar Alia Keralis, uma simples mortal. No entanto, Alia está longe de ser uma garota comum. Ela é uma semente da guerra, descendente da infame Helena de Troia, destinada a trazer uma era de derramamento de sangue e miséria. Agora cabe a Diana salvar todos e dar seu primeiro passo como a maior heroína que o mundo já conheceu.


Mulher-Maravilha é o primeiro livro da série Lendas da DC e foi escrita por Leigh Bardugo (trilogia Grisha e duologia Six of Crows). Cada volume conta a história de um herói da DC e é escrito por um(a) autor(a) diferente. Os próximos livros são: Batman, por Marie Lu (trilogia Legend e Jovens de Elite); Mulher-Gato, por Sarah J. Maas (série Trono de Vidro e Corte de Espinhos e Rosas); e Superman, por Matt de La Peña.

Sobre o livro

Após lutarem em diversas guerras, as amazonas foram enviadas à Ilha de Temiscira, um lugar escondido de todos os mortais. Nessa ilha, nasceu Diana, filha da rainha Hipólita. Esse é o motivo do grande incomodo da princesa, o fato de ela ter sido feita pela mãe, principalmente quando algumas amazonas tentam menosprezá-la. Assim, a princesa tenta o tempo todo mostrar sua força e provar seu valor.

A oportunidade perfeita aparece quando Diana resolve participar de uma competição de corrida. Logo após a largada, a explosão de um navio em alto mar chama a sua atenção, prestes a continuar seu caminho gritos fazem com que ela deixe a competição e vá até o local do acidente.


Lá encontra uma sobrevivente e a leva até a ilha, quebrando a principal regra de TamisciraNunca levar ninguém de fora para a ilha. Sem saber o que fazer, Diana procura pensar em jeitos de tirar Alia Keralis da ilha. Porém ao voltar para a competição, que já havia terminado, tanto a ilha quando as amazonas começam a ficar doentes.

Sem saber o que fazer, a princesa procura as orientações do Oráculo e assim fica sabendo que seu destino é ajudar essa garota, que tem sua vida ligada a grandes acontecimentos. O desafio que tanto procurava  e a chance de provar seu valor enfim aparecem, mas para isso ela terá que ir mais longe do que imagina. 

Irmã na batalha, sou seu escudo e sua lâmina. Enquanto respiro, seus inimigos não têm refúgio. Enquanto vivo, sua causa é a minha causa.

Minha opinião

Eu adoro qualquer coisa que se refira a super-heróis. Não sou a mega fã que sabe tudo sobre eles, mas sempre que sai um filme, eu assisto! Depois do sucesso que foi o filme da Mulher-Maravilha (eu amei!), não tinha como deixar essa leitura passar.

Esqueça a Diana que conhecemos pelo filme, pois aqui ela é uma adolescente e como tal vai agir como uma. Algumas vezes, ela vai ser insegura, mostrar sentir medo e se preocupar com coisas mais fúteis, contudo Leigh Bardugo explora as características da heroína, que já conhecemos de HQs e filmes, mostrando o crescimento de sua personalidade.



Não podemos evitar a forma como nascemos ou o que somos. Mas podemos escolher o rumo de nossas vidas.



Alia é uma menina muito dedicada e determinada, o fato de ser negra e sofrer certos preconceitos foi citado algumas vezes, porém nada muito grave pois ela é rica. Dois outro personagens ganham destaque, seu irmão mais velho (que eu achei um chato) e sua melhor amiga (meio fútil às vezes). Todos eles deram um ar bem High School para a trama. 

Eu nunca li nada da autora, mas aqui a escrita de Bardugo é rápida e envolvente. Algumas cenas com mais ação deixam a leitura bem empolgante. Através da busca de Diana, temas como superação, autoconhecimento, confiança e coragem são explorados. Achei muito interessante toda a história por trás das Sementes da Guerra, porém algumas perguntas sobre o assunto ainda ficaram na minha cabeça.

Apesar de eu não ter gostado muito do desfecho, a leitura foi bacana. Mulher-Maravilha: Sementes da Guerra é ótimo para quem gosta de livros de super-heróis e que querem explorar um lado mais adolescente da Mulher-maravilha. 


5 comentários

  1. Olá!
    Uma das heroínas que mais amei foi a Mulher-Maravilha. Desde minha infância quando ainda assistia o seriado de tv de uma Mulher-Maravilha vista hoje como tosca, mas que me fez desejar ser como ela um dia. Até me fantasiei no carnaval da época! Tenho vontade de ler esse livro e também assisti o filme e surtei!
    Abs
    Nuzete
    Cia do Leitor

    ResponderExcluir
  2. Que triste saber que você não gostou muito do desfecho. Se bem que amo a Leigh Bardugo, li a trilogia Grisha e ela se tornou uma das minhas preferidas, apesar da autora não ter dó de personagem nenhuma... Talvez ela tenha aprontado novamente. De qualquer jeito, quero muito conhecer essa Diana adolescente e com certeza vou ler esse livro.

    ResponderExcluir
  3. Eu gosto muito de filmes de super-heróis, mas livro eu não li ainda, só as HQs mesmo e faz muito tempo já rs. Eu Fiquei curiosa com esse livro quando ele saiu e gostei de ver a sua resenha, não sei se eu o leria por agora, mas em algum momento eu gostaria de ler sim.

    ResponderExcluir
  4. Quero muito ler a história, amo a Mulher Maravilha e acho que iria gostar de conhecer esse livro.
    Beijos
    Mari

    ResponderExcluir
  5. Eu não curto muito esse tipo de livro, mas na bienal do RJ eu quase comprei só por causa do copo lindo que vinha junto! huahuahuhua
    Gostei de ler sua resenha e saber um pouco mais sobre a obra aqui no seu blog, mas essa dica, hoje eu vou deixar passar!

    Beijinhos!

    #Ana Souza
    https://literakaos.wordpress.com

    ResponderExcluir

Oi pessoa leitora, fico muito feliz com sua visita. Não esqueça de deixar um comentário me contando o que achou do post e do blog!

Dicas e opiniões são sempre bem-vindas!

Obrigada pela visita e volte SEMPRE!!