Resenha: Deixada para Trás - Charlie Donlea

03 março 2018

Título: Deixada para trás
Título original: The Girl Who was Taken
Autor: Charlie Donlea
Editora: Faro Editorial
Ano: 2017
Páginas: 368
Para saber mais: Skoob
Livro recebido em parceria com a editora.
Sinopse: Nicole Cutty e Megan McDonald são alunas do ensino médio na pequena cidade de Emerson Bay, Carolina do Norte. Quando elas desaparecem de uma festa na praia em uma noite quente de verão, a polícia inicia uma busca maciça. Nenhuma pista é encontrada e a esperança é quase perdida, até Megan milagrosamente aparecer depois de escapar de um bunker no fundo da floresta. Um ano depois, o best-seller de sua provação transformou Megan de heroína local para celebridade nacional. É uma história triunfante e inspiradora, exceto por um detalhe inconveniente: Nicole ainda está desaparecida. A irmã mais velha de Nicole, Livia, é uma perita forense e espera que em um breve dia o corpo de Nicole seja encontrado e entregue a alguém como ela para analisar as provas e finalmente determinar o destino que sua irmã teve. Mas Megan sabe mais do que ela revelou em seu livro best-seller. Flashes de memória estão se juntando, apontando para algo mais escuro e mais monstruoso do que sua memória descreve.



Sobre o livro

Nicole e Megan desaparecem de uma festa em comemoração ao fim do Ensino Médio. Duas semanas depois, Megan consegue escapar e é encontrada em uma estrada. Um ano após o ocorrido, Nicole continua desaparecida e Megan escreveu um livro contando como foram seus dias no cativeiro onde esteve presa, o que a transformou em uma celebridade.

Lívia Cutty, irmã de Nicole, está fazendo especialização para tornar-se médica legista. Ela carrega consigo a culpa de não ter atendido o telefonema da irmã na noite do sumiço. Até que a autopsia de um possível suicida encontrado em um lago é designada a Lívia, que ao examinar o corpo passa a acreditar que na verdade, o homem em sua mesa foi assassinado.

O jovem é Casey, namorado de Nicole na época do desaparecimento dela. Quando a legista descobre essa informação parte para uma investigação pessoal atrás de informações sobre o garoto e a sua ligação com a irmã. Ao mesmo tempo, Megan tenta lidar com sua vida após o sequestro e com a sua fama repentina. Suas visitas ao psiquiatra começam a ajudá-la a lembrar detalhes do lugar que ela ficou presa nos dias em que estava no cativeiro. Com as lembranças surgindo e com as descobertas de Lívia, que envolvem outros casos de desaparecimento, a verdade pode finalmente vir à tona.


Minha opinião

Fazia muito tempo que eu não lia um suspense tão bom como este. O modo como o autor desenvolveu a história deu tempo para eu formular mil teorias e me deixou prestando atenção a todos os detalhes. Todas as informações dadas vão sendo decifradas com o avanço da leitura, e tudo com seu tempo certo. Sem falar que eu amei o último capítulo, o autor fechou o livro com chave de ouro.

O que mais gostei neste livro foi de acompanhar Lívia em seu curso de medicina legal. Acompanhar a rotina de um Instituto Médico Legal, tanto dentro quando fora dele, foi muito interessante. Todos os detalhes que envolvem a coleta e a autopsia de corpos foram bem detalhadas e explicativas. Eu adorei essas partes e gostei muito de saber como é o funcionamento de tudo.

A escrita de Charlie Donlea é muito fluida e extremamente envolvente. A narrativa é feita em terceira pessoa e mostra o ponto de vista de vários personagens (o que me deixou bem angustiada. Além disso ela mostra, ora o passado, ora o presente, assim, vamos aos poucos juntando as peças do quebra-cabeça do sumiço das duas jovens e conhecendo a verdade por trás da história.


Uma vida pode acabar, mas às vezes seu caso vive para sempre.


A partir de um ponto do livro, eu desconfiei de uma pessoa específica, contudo o autor coloca informações que nos levam a suspeitar de outros dois personagens. Mas mesmo com isso, eu não parava de pensar na minha primeira suspeita, que foi confirmada ao final. Fiquei muito feliz por ter percebido esse detalhe que a primeira vista parece ser sem importância.

Gostei muito de como Charles trabalhou suas personagens, principalmente Lívia e Megan. Nicole também tem seu destaque na trama, mas seu modo “tô nem ai pra vida” fez com que eu não gostasse muito dela. Megan me enganou no início, pois achei que ela estava mentindo e que tinha algo por trás de seus atos, mas quando vi que ela realmente era aquela boa pessoa apresentada no livro, imediatamente simpatizei com ela. Livia é incrível! Uma mulher correta, inteligente e muito corajosa, a melhor personagem na minha opinião. Ansiava pelas partes em que ela iria aparecer!

Deixada para trás foi um livro que me surpreendeu, com uma ótima trama e um final espetacular. Estou completamente apaixonada pela escrita do autor e quero ler mais obras suas quando possível! Deixo aqui minha recomendação a todos, principalmente aos que gostam de um bom mistério. Sério, vale muito a pena!


2 comentários

  1. Olá!
    Este livro já está na minha lista! Sou apaixonada por suspense e gostei muito da sua resenha nos mostrando a situações dos personagens.
    Parabéns! Bjs

    ResponderExcluir
  2. Olá
    eu li também o livro e gostei bastante, achei a história bem instigante e achei o final também bem surpreendente, que bom que também gostou, bela resenha

    beijos
    http://www.prismaliterario.com.br/

    ResponderExcluir

Oi pessoa leitora, fico muito feliz com sua visita. Não esqueça de deixar um comentário me contando o que achou do post e do blog!

Dicas e opiniões são sempre bem-vindas!

Obrigada pela visita e volte SEMPRE!!