Comentário Premiado - Novembro/2018

15 novembro 2018

As coisas do lado de cá estão bem complicadas, estou sem tempo e correndo contra ele! Esse mês me perdi um pouco nos dias para divulgar o comentário premiado, e já estamos no meio do mês. Contudo resolvi publicar o comentário premiado mesmo assim, pois ainda tem 15 dias para concorrer ao livro e para comentar as postagens anteriores.

Como vocês sabem, meu espaço é muito pequeno e não tenho como ficar com todos os livros que eu leio. Por isso tenho o costume de fazer sorteio dos livros que recebo das editoras. Neste mês, para o comentário premiado, escolhi dois livros que gostei muito de ler: À Beira da Loucura (quase fiquei louca lendo, não consegui parar de ler) e Todo o Tempo do Mundo (romance e viagem no tempo, um amorzinho).



Resenha: Todo o Tempo do Mundo - Maurício Gomyde

14 novembro 2018

Título: Todo o Tempo do Mundo
Autor: Maurício Gomyde
Editora: Astral Cultural
Ano: 2018
Páginas: 352
Para saber mais: Skoob
Livro recebido em parceria com a editora.
Sinopse: E se você um dia descobrisse que viaja ao passado toda vez em que fica muito feliz? E que vai ao futuro toda vez em que fica muito triste? Pois isso é o que acontece com Vitor Pickett. Tudo começou na noite em que ele beijou Amanda, e Vitor nunca teve chance de descobrir se aquilo é dádiva ou maldição, porque, ao fim daquela festa, Amanda foi embora para outro canto do mundo, para nunca mais voltar. Vinte anos depois, ele é um recluso dono de vinícola numa cidadezinha do Sul do Brasil, e acha que ela morreu num atentado; Ela, entretanto, é casada e gerente da livraria mais bonita do mundo, em Buenos Aires. Mas um reencontro inesperado poderá mudar tudo. Vitor entenderá por que viaja no tempo? Amanda revelará que não é quem ele sempre imaginou? Aquele amor renascido será mais poderoso do que tudo que os separa?  As respostas dependerão de Vitor subverter a lógica insana de seu corpo e conseguir alterar um fato do passado.


Resenha - A Morte de Hitler - Jean - Christophe Brisard

13 novembro 2018

Título: A morte de Hitler
Título original:
Autor: Jean-Christophe Brisard, Lana Parshina
Tradução: Júlia da Rosa Simões
Editora: Companhia Das Letras
Ano: 2018
Páginas: 352
Para saber mais: Skoob
Livro recebido em parceria com a editora.
Sinopse: Um relato dramático e revelador dos últimos dias no bunker de Hitler, baseado em arquivos soviéticos nunca antes revelados e investigações forenses de última geração.Os nazistas capitularam no dia 8 de maio de 1945. Hitler se suicidou uma semana antes, em seu bunker berlinense. Os aliados e os soviéticos festejaram a vitória juntos. Essa é a versão mais conhecida da história. Na realidade, porém, no dia 1o de maio, Stálin ordenou que seus soldados investigassem a morte de Hitler e capturassem o corpo do ditador. O objetivo era buscar evidências da morte do homem ou um troféu de guerra que provasse ao mundo inteiro que seu país derrotara o monstro? Em 2017, depois de dois anos negociando com as autoridades russas, os jornalistas Jean-Christophe Brisard e Lana Parshina tiveram acesso aos dossiês confidenciais referentes à inacreditável perseguição ao corpo de Hitler empreendida pelos espiões soviéticos, assim como aos interrogatórios daqueles que testemunharam os últimos dias do Führer. E o mais importante: Moscou concordou em mostrar pela primeira vez e deixar que examinassem seus restos mortais — um pedaço do crânio com a marca da bala e a mandíbula. Numa investigação digna de um romance de espionagem, os autores colocam um ponto final nos últimos questionamentos a respeito da morte de Hitler.


Resenha: Todas As Flores Que Não Te Enviei - Felipe Rocha

12 novembro 2018

Título: Todas As Flores Que Não Te Enviei
Autor: Felipe Rocha
Editora: Astral Cultural
Ano: 2018
Páginas: 192
Para saber mais: Skoob
Livro recebido em parceria com a editora.
Sinopse: Todas as flores que não te enviei trata de sentimentos, inclusive aqueles que lutamos para esconder, mas que estão ali, esperando o momento exato para serem libertos. A inspiração dos poemas de Felipe Rocha chega através da sua imaginação e da sensibilidade, e também da percepção de tudo que está ao seu redor. Foi depois de muita reflexão que, em 2016, nasceu o @tipobilhete, como forma de trazer um pouco de alegria para o dia a dia e transbordar aquilo que atitudes não são capazes de demonstrar.


Resenha: Uma Noiva para Winterborne - Lisa Kleypas

09 novembro 2018

Título: Uma Noiva para Winterborne
Título original: Marrying Winterborne
Série: Os Ravenels #2
Autora: Lisa Kleypas
Tradução: Ana Rodrigues
Editora: Arqueiro
Ano: 2018
Páginas: 336
Para saber mais: Skoob
Livro recebido em parceria com a editora.
Sinopse: Rhys Winterborne conquistou uma fortuna incalculável graças a sua ambição ferrenha. Filho de comerciante, ele se acostumou a conseguir exatamente o que quer - nos negócios e em tudo mais. No momento em que conhece a tímida aristocrata lady Helen Ravenel, decide que ela será sua. Se for preciso macular a honra dela para garantir que se case com ele, melhor ainda. Apesar de sua inocência, a sedução perseverante de Rhys desperta em Helen uma intensa e mútua paixão. Só que Rhys tem muitos inimigos que conspiram contra os dois. Além disso, Helen guarda um segredo sombrio que poderá separá-los para sempre. Os riscos ao amor deles são inimagináveis, mas a recompensa é uma vida inteira de felicidade.



Resenha: Um Sedutor sem Coração - Lisa Kleypas

08 novembro 2018

Título: Um Sedutor sem Coração 
Título original: Cold-hearted rake
Série: Os Ravenels #1
Autora: Lisa Kleypas
Tradução: Ana Rodrigues
Editora: Arqueiro
Ano: 2018
Páginas: 320
Para saber mais: Skoob
Livro recebido em parceria com a editora.
Sinopse: Devon Ravenel, o libertino mais maliciosamente charmoso de Londres, acabou de herdar um condado. Só que a nova posição de poder traz muitas responsabilidades indesejadas – e algumas surpresas. A propriedade está afundada em dívidas e as três inocentes irmãs mais novas do antigo conde ainda estão ocupando a casa. Junto com elas vive Kathleen, a bela e jovem viúva, dona de uma inteligência e uma determinação que só se comparam às do próprio Devon. Assim que o conhece, Kathleen percebe que não deve confiar em um cafajeste como ele. Mas a ardente atração que logo nasce entre os dois é impossível de negar. Ao perceber que está sucumbindo à sedução habilmente orquestrada por Devon, ela se vê diante de um dilema: será que deve entregar o coração ao homem mais perigoso que já conheceu?