Resenha: Antes que as Luzes se Apaguem - Jay Asher

18 setembro 2018

Título: Antes que as Luzes se Apaguem
Título original: What Light
Autor: Jay Asher
Editora: Astral Cultural
Ano: 2018
Páginas: 256
Para saber mais: Skoob
Livro recebido em parceria com a editora.
Sinopse: Sierra e sua família vivem duas vidas: uma no Oregon e outra na Califórnia, durante as festas de fim de ano. Eles são donos de uma fazenda de árvores de Natal, mas este pode ser o último ano de Sierra na Califórnia com Heather, uma de suas melhores amigas.As coisas parecem sair de controle quando Caleb, dono de um belo sorriso acompanhado de uma covinha, surge em busca de uma árvore. O que deveria ser apenas um “romance de Natal”, torna-se algo muito mais profundo. Apesar de sua aparência, os boatos que rondam Caleb sobre seu passado não são tão belos – e muito menos confiáveis –, fazendo com que Sierra precise tomar decisões sobre em quem ela deve confiar e até mesmo confrontar seus pais. Mesmo com tudo conspirando para que as luzes do último Natal de Sierra na Califórnia se apaguem, Caleb e ela aprenderão como contornar todas as situações.



Sobre o livro

Desde que nasceu, Sierra passa a época de Natal longe de casa, na fazenda de árvores de natal de sua família. Assim algumas semanas antes do natal, ela se despede das amigas para viver em um trailer dentro da fazenda. Apesar da distância, na Califórnia, Sierra não está sozinha, sua amiga Heather faz a saudade de casa ficar menor.

Durante esse tempo, ela ajuda o pai na venda das árvores. Mas esse ano sua amiga, que está namorando, acha que ela deve arrumar um amor natalino, para que assim elas possam fazer programas de casais. Contudo Sierra não está interessada, pois desconfia que esse ano seja seu último na fazenda. A venda de árvores não dá o retorno financeiro necessário, e por isso talvez ela e sua família não voltem mais.

Mas as coisas mudam quando um lindo rapaz, Caleb, parece no loteamento, encantando Sierra. Ela descobre que rola na cidade um boato negativo sobre o passado do garoto, mas ela não consegue acreditar que o menino, que algumas pessoas dizem ter um bom coração e que compra árvores para distribuir às pessoas que não têm condições de adquirir uma, seja tudo isso de ruim que falam. Assim Sierra está disposta a saber a verdade e quem sabe ter seu amor de Natal.


Minha opinião

Dois fatores me influenciaram a ler esse livro: a história, que se passa no Natal (eu adoro natal), e o autor, Jay Asher (eu amo Os 13 Porquês). Além disso, eu também queria ver se o autor pretendia falar de assuntos polêmicos ou somente contar uma história focada em algo mais leve. Minha desconfiança inicial estava certa, aqui o autor deixou para focar de forma mais leve questões adolescentes, como família, amizade, confiança e o primeiro amor.

Apesar de amar o natal, minhas experiências com livros temáticos são quase nulas. Deve ser por isso que gostei muito do ar natalino que Jay Asher trouxe ao livro, aquele sentimento de ajudar ao próximo e aproximação com as pessoas com quem gostamos está presente o tempo todo. Outro elemento muito bacana, que eu não sabia como funcionava, é a fazenda de árvores de natal, eu adorei ficar sabendo sobre o assunto, foi muito divertido. 

Através de Caleb, o autor mostrou a importância que uma árvore de natal tem na vida das pessoas e como é o envolvimento delas no momento de decoração. Além disso é aqui que ele traz o sentimento natalino de ajudar ao próximo, com Caleb distribuindo as árvores. Ele trabalha em um bar e com as gorjetas compra os pinheiros, depois vai até a casa das pessoas entregar. Jay fez questão de mostrar esse momento de entrega, a emoção das famílias presenteadas. Assim ficamos sabendo também das histórias das pessoas e do próprio Caleb. Foi muito bonito.



Essa temporada deveria ser perfeita, não atolada de suposições. Mas elas estão ao meu redor, em tudo o que eu faço. Não sei como aproveitar completamente estes momentos sem saber se serão os últimos.

As questões familiares foram abordadas de duas maneiras, uma envolvendo Sierra e a outra Caleb. Gostei muito da maneira que Jay Asher desenvolveu a problemática de cada protagonista. Sobre amizade é aquela velha história de confiança e da importância da amizade. Nas questões envolvendo o relacionamento do casal, a confiança, o companheirismo e a empatia foram o foco. Mesmo adolescentes, ambos se mostram bem maduros nas questões em que se depararam.

A escrita de Jay Asher é super gostosa, leve, envolvente, por isso a leitura é muito rápida. A narrativa em terceira pessoa tem o foco em Sierra, contudo achei que Caleb é melhor desenvolvido. Acredito que seja porque o foco está em descobrir a verdade sobre seu passado. Os pais de Sierra são muito carinhosos, preocupados, dedicados e compreensivos, gostei muito do modo como eles conversavam com a filha para resolver o que estava acontecendo.

É um livro para quem gosta de temas adolescentes tratados de forma leve e gostosa. Família, amizades verdadeiras é a claro um primeiro amor de tirar o folego.

5 comentários

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Quando vi o lançamento desse livro fiquei animada. Não apenas por ser do Jay Asher, até porque eu gostei do livro Os 13 Porquês, mas não foi aquilo tudo. Sem dúvidas coloquei muita expectativa. O que me deixou animada realmente é a temática natalina. A protagonista trabalhar em uma fazenda de árvores de natal é um diferencial muito legal, deve ser ótimo ficar sabendo mais sobre isso. Gosto demais desses livros mais jovens. As descobertas, os relacionamentos, os crescimentos... Saber que o autor abordou as coisas tão bem e de forma leve apenas me deixou com mais vontade ainda de ler
    Obs: Apaguei o comentário anterior porque tinha um errinho de português.

    ResponderExcluir
  3. Mesmo não se aprofundando em temas polêmicos e também nos dramas dos personagens como fez em Os 13 porquês, parece um livro bastante interessante. Eu também gosto de enredos nessa época de natal e esse parece ser bem sensível e trazer uma mensagem bem legal. Adorei o título e a capa.

    ResponderExcluir

  4. Oi, Lê,

    A premissa do livro contém características bem fluídas - juntamente com o clima -, apesar dos conflitos também presentes.

    ResponderExcluir
  5. Eu não fui muito com a cara desse livro tentei começar a leitura Mas acabou empacando a leitura até que era fluida mas era os personagens eram cansativos

    ResponderExcluir

Oi pessoa leitora, fico muito feliz com sua visita. Não esqueça de deixar um comentário me contando o que achou do post e do blog!

Dicas e opiniões são sempre bem-vindas!

Obrigada pela visita e volte SEMPRE!!