Resenha: Crônicas de Espada e Feitiçaria - por Gardner Dozois

25 novembro 2018

Título: Crônicas de Espada e Feitiçaria 
Organizador: Gardner Dozois
Editora: Leya
Ano: 2018
Páginas: 512
Para saber mais: Skoob
Livro recebido em parceria com a editora.
Sinopse: O gênero de fantasia produziu muitos dos heróis que consideramos inesquecíveis. Personagens clássicos que fizeram do gênero de “espada e feitiçaria” uma sensação, uma pedra fundamental na ficção fantástica – engendrando seus próprios contos de magia e coragem em aventuras imperdíveis. Gardner Dozois preparou uma seleção e tanto em Crônicas de espada e feitiçaria. Nas mãos de Robin Hobb, Walter Jon Williams, Lavie Tidhar, Garth Nix e George R.R. Martin, vamos rever os personagens FitzCavalaria, da “Saga do Assassino”; o aventureiro Quillifer; o “pistoleiro viciado” Gorel de Goliris; Sir Hereward e Mister Fitz; e, em Westeros, muito antes dos eventos passados em A guerra dos tronos, conheceremos a história de uma rivalidade entre irmãos da Casa Targaryen que teve feitos trágicos e desastrosos. Esses e outros contos que compõem o volume prestam uma homenagem ao gênero tido como precursor da fantasia épica. Um mergulho profundo e divertido em histórias que, a cada dia, conquistam mais e mais leitores por todo o mundo.




Sobre o livro


Crônicas de Espada e Feitiçaria, organizado por Gardner Dozois, reúne 16 contos, de diversos autores, para mostrar o que se tinha de melhor no gênero quando a fantasia épica começou. Dozois traz nomes que são referência quando o assunto é fantasia, são muitas histórias diferentes que vão de tramas mais simples até as mais complexas, todas mostrando o relacionamento dos protagonistas com a magia e com as espadas.

Esse é o primeiro livro de contos organizado somente pelo autor e lançado no Brasil, anteriormente outros 3 livros já foram publicados em parceria George Martin, O Príncipe de Westeros e Outras Histórias, Mulheres Perigosas (resenha aqui) e As Crônicas de Marte (resenha aqui). O autor também tem um romance publicado em parceira com Martin, Caçador em Fuga (resenha aqui). 



Minha opinião

Foi com base nos livros de contos organizados pelo autor e por tudo que ando lendo de fantasia épica que resolvi me aventurar nesse livro. Diferente de outras obras, que são compostas por contos de outros gêneros, aqui o foco é Espada e feitiçaria, sendo assim o livro é de um gênero que eu venho lendo muito ultimamente, fantasia. Eu sempre tenho altos e baixos lendo livros de contos, principalmente quando se trata de uma coletânea que reúne muitos autores que não conheço, e mais uma vez não foi diferente.

O autor começa a obra com uma introdução explicando que o gênero de fantasia durante muito tempo teve muitas histórias com foco na “espada e feitiçaria”, como Conan, o Bárbaro e as histórias de Tolkien, contudo durante um tempo ficando esquecida. Surgindo nos anos 1990 com o sucesso de As Crônicas de Gelo e Fogo, voltando ao mercado com muita força e dando surgimento a outros tipos de fantasia.

Uma das coisas mais legais em livros de contos é a variedade de histórias presentes, o que é bem forte nesse livro, pois são 16 autores diferentes, o que proporciona uma leitura muito diversificada. Os contos são de tamanhos variados, tem desde bem curtinhos até mais longos. O mais legal aqui é a consistência do gênero, é um livro para fãs de fantasia épica. Infelizmente não fiquei tão satisfeita com a leitura dos textos, pois achei algumas histórias cansativas e repetitivas.

A sequência de histórias começa de forma muito legal, Gardner apresenta no primeiro conto um jovem que procura um grande ferreiro para forjar a melhor espada para vingar o assassinato de seu pai. Eu gostei muito desse início, pois achei simbólico começar o livro "construindo" uma espada, sem falar que o final é surpreendente.

É claro que o livro conta com um conto de George. R. R.  Martin, que traz mais uma vez contos do universo de As Crônicas de Gelo e Fogo, o que pode ser muito bom para quem conhece seus livros ou ruim para quem não sabe nada da história original. Eu conheço a série, mas não sei muito sobre a história dos Targaryen, então adoro ler tudo sobre eles.

Crônicas de Espada e Feitiçaria traz contos que nos envolvem nos dramas dos personagens, com muita espada e feitiçaria, mas principalmente mostrando a a luta interior de cada um. Para quem curte contos e livos de fantasia vai amar este livro!


3 comentários

  1. Oi Lê,
    Também tenho meus altos e baixos com livros de contos, até porque acredito que é difícil todos conquistarem um mesmo leitor. Ando lendo bastante fantasia, adoro quando envolve magia de várias formas, sempre me ganha!! Apesar disso, nunca li nada do autor, nem do George Martin que é super famoso, rs.
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Oi Lê,
    Não tenho costume de ler crônicas, pois gosto mais de ler história maiores e mais completas. Mas sempre tento manter as opções em aberto para o caso de surgir aquele livro que me chame atenção e Crônicas de Espadas e Feitiçarias pode ser ele, tanto pelo gênero quanto pelos nomes e referência citados na obra. Acho que o mais interessante do livro está no resgate às histórias de fantasia clássicas, mais precisamente aos elementos que as caracterizavam. Trazer essa coisa mais bárbara é algo que muitas vezes sinto falta no gênero, pois me lembro de assistir a muitos filmes assim e adorava os enredos. Sobre os autores, confesso que nunca li nenhuma obra, mas curiosidade não me falta. Só uma pena o textos não terem sido mais cativantes, mas ainda assim fiquei bem instigada para conhecer as histórias.

    ResponderExcluir
  3. Oi, Lê!
    Gosto de fantasia mas confesso que não curto histórias com foco na “espada e feitiçaria”, a fantasia épica não faz o meu estilo de leitura, por isso não fiquei interessada em ler os 16 contos de Crônicas de Espada e Feitiçaria... Abraços!

    ResponderExcluir

Oi pessoa leitora, fico muito feliz com sua visita. Não esqueça de deixar um comentário me contando o que achou do post e do blog!

Dicas e opiniões são sempre bem-vindas!

Obrigada pela visita e volte SEMPRE!!