A Rainha Vermelha - Victoria Aveyard

27 dezembro 2018

Título: A Rainha Vermelha
Título original: Red Queen
Série: A Rainha Vermelha #1
Autora: Victoria Aveyard
Tradução: Cristian Clemente
Editora: Seguinte
Ano: 2018
Páginas: 448
Para saber mais: Skoob
Livro recebido em parceria com a editora.
Sinopse: O mundo de Mare Barrow é dividido pelo sangue: vermelho ou prateado. Mare e sua família são vermelhos: plebeus, humildes, destinados a servir uma elite prateada cujos poderes sobrenaturais os tornam quase deuses. Mare rouba o que pode para ajudar sua família a sobreviver e não tem esperanças de escapar do vilarejo miserável onde mora. Entretanto, numa reviravolta do destino, ela consegue um emprego no palácio real, onde, em frente ao rei e a toda a nobreza, descobre que tem um poder misterioso… Mas como isso seria possível, se seu sangue é vermelho? Em meio às intrigas dos nobres prateados, as ações da garota vão desencadear uma dança violenta e fatal, que colocará príncipe contra príncipe ― e Mare contra seu próprio coração.


A Rainha Vermelha é o primeiro volume da série Red Queen. A saga começou a ser lançada no Brasil em 2015 e já possui suas continuações publicadas (Espada de Vidro, Prisão do Rei, Tempestade de Guerra). Além desses livros, foi lançado também uma coletânea com contos sobre o universo, Coroa Cruel.


Sobre o livro

Mare Barrow tem sangue vermelho, uma pessoa normal, sem poderes, ao contrario dos prateados, que são considerados a nobreza e possuem os mais diversos poderes, isso faz dela uma especie de escrava desse povo. Pois, os vermelhos servem aos prateados há anos, inclusive lutam uma guerra em nome da realeza.

Contudo Mare está cansada de ver irmão após irmão ser recrutado para lutar na guerra, sem falar que a sua hora e a de seu melhor amigo está chegando também. Sua irmã mais nova, Gisa, é um aprendiz de costureira, e por isso é uma das poucas pessoas que está com um futuro melhor garantido. Ela aceita ajudar Mare a arrumar dinheiro para fugir e não ser recrutada, contudo o inesperado acontece e nem tudo sai como planejado para as duas.

Após o terrível episódio, Mare acaba ganhando um emprego no castelo. Logo em seu primeiro dia está acontecendo o torneiro que irá escolher a princesa para casar com o príncipe herdeiro, Cal. Um acidente vai envolver Mare, que acaba revelando poderes, o que não seria possível, pois ela tem sangue vermelho.

Assim, mais uma vez sua vida muda e ela começa a fazer parte da realiza, como uma prateada, assim se dentro de mentiras e intrigas do governo. Sendo usada como um instrumento contra os últimos acontecimentos, Mare se vê dentro de uma realidade completamente diferente da sua.


 Minha opinião

Eu acompanhei as críticas a série Rainha Vermelha desde o início, mas somente agora com o último livro da saga sendo lançado que resolvi conhecê-la. Sempre escutava que esse primeiro livro era uma cópia das ideias de outras séries, eu até vi algumas semelhanças com outros livros que já li, contudo A rainha Vermelha tem um potencial somente seu.

A escrita da Victoria é muito gostosa e fluida, foi super rápida a leitura. A construção de mundo não foi muito explorada, contudo fica bem clara a realidade da vida de prateados e vermelhos, gosto muito de livros com esse tipo de distinção, pois são elas que dão margem ao surgimento de grupos rebeldes. É exatamente isso que acontece aqui, há a primeira aparição da Guarda Escarlate, o grupo que está contra o governo. Contudo ainda não estamos totalmente dentro dela e não sabemos todos os seus objetivos, acredito que isso vai ser explorado no seguno do volume.


Nos contos de fadas, a garota pobre sorri ao se tornar princesa. No momento, não sei se voltarei a sorrir algum dia.


Mare Barrow mostrou-se ser uma personagem com muitas qualidades, ela é determinada, inteligente e forte. Contudo, foi um pouco ingênua em alguns momentos, e com isso passada para trás, assim como eu. Em relação ao príncipe herdeiro e seu irmão mais novo, Maven, a autora não foi muito criativa, e mesmo desconfiando do que poderia acontecer, senti-me surpresa quando a verdade sobre eles apareceu.

Neste ano, quando a Seguinte publicou o último livro dá serie, com isso a editora aproveitou para trazer a autora ao Brasil e relançar o primeiro volume em uma edição especial de colecionador. O livro é todo trabalhado no vermelho, possui capa dura e uma jacket lindíssima. Além disso, há cinco ilustrações exclusivas do artista Weberson Santiago e um conteúdo extra sobre a Guarda Escarlate.

A Rainha Vermelha foi uma leitura gostosa, o tipo de fantasia que gosto de ler. Para quem gosta de livros de fantasia com muitas intrigas e uma pitada de elementos chichês do gênero não pode deixar essa leitura passar. Continuarei lendo a série.


3 comentários

  1. Oi Lê,
    Essa mistura de distopia com fantasia foi o que fez iniciar essa série e foi uma das melhores escolhas que fiz. Apesar de ainda não ter concluído a leitura de todos os livros, o que eu li até agora me surpreendeu e me deixou muito curiosa sobre o desfecho dessa trama. A divisão do mundo é algo bem comum das distopias, mas a forma como a autora evidenciou isso na história, inserindo elementos fantásticos, foi o que fez A Rainha Vermelha se destacar. Mare é uma protagonista que gosto bastante, pois ela é corajosa (algo que vem crescendo mais a cada livro) e não fica de mimimi quando a situação aperta. As questões políticas e sociais são bem marcantes e definidas, justamente, pela questão do sangue. Por isso, a partir do momento que Mare se descobre dotada de uma habilidade, a monarquia teme pelo o que isso possa significar para o povo. A Rainha Vermelha é uma leitura que vale a pena e não vejo a hora de concluir essa série.

    ResponderExcluir
  2. Olá, Lê!
    Desde que foi lançado este livro e depois as continuações, já me despertou interesse, porém sempre acabo esquecendo desta série e comprando outros livros para ler no lugar (ixi).
    O único problema que vejo é começar a lançar vários livros, pois quando eu gosto da história quero comprar tudo relacionado, aí complicado, né?! kkk

    ResponderExcluir
  3. Eu gostei bastante da história da rainha vermelha mas eu infelizmente só li o primeiro livro e muita gente falou que a série caía a partir do terceiro livro tanto em ritmo de leitura quanto em acontecimentos. Eu quero comprar a minha coleção dos livros da série Mas só quando lançarem novas edições desse livro pois essa capa original cinza Metallica é simplesmente pavorosa

    ResponderExcluir

Oi pessoa leitora, fico muito feliz com sua visita. Não esqueça de deixar um comentário me contando o que achou do post e do blog!

Dicas e opiniões são sempre bem-vindas!

Obrigada pela visita e volte SEMPRE!!