A Missão Traiçoeira - Erin Beaty

03 janeiro 2019

Título: A Missão Traiçoeira
Título original: The Traitor's Ruin 
Série: Traitor's Circle#2
Autora: Erin Beaty
Editora: Seguinte
Ano: 2018
Páginas: 456
Para saber mais: Skoob
Livro recebido em parceria com a editora.
Sinopse: Depois de se provar uma espiã habilidosa e uma casamenteira estrategista, Sage Fowler passou a ocupar uma posição confortável na alta sociedade, dando aulas para as princesas do reino de Demora. Quando surge a oportunidade de participar de uma nova missão secreta, porém, Sage quer aproveitar a chance para servir ao seu reino mais uma vez — e ficar mais próxima de seu noivo, o capitão Alexander Quinn. Alex não fica nada feliz com a ideia, já que está determinado a proteger a namorada de qualquer perigo. A insistência de Sage em fazer parte da missão faz com que eles se desentendam cada vez mais e, quando um conflito com um reino vizinho resulta em uma tragédia, os dois acabam separados. Para completar a missão de Alex — e a sua própria —, Sage precisará contar com a ajuda de aliados inesperados para sobreviver em um território inimigo e salvar o reino de Demora mais uma vez.


A Missão Traiçoeira é o segundo volume da trilogia Traitor's Circle. A trilogia, que começou com O Beijo Traiçoeiro, (resenha aqui) será concluída no segundo semestre de 2019, com The Traitor's Kingdom.

Sobre o livro

Após os últimos acontecimentos na vida de Sage Fowler, ela está bem e mora no castelo, trabalhando como tutora das princesas e dos príncipes de Demora. O problema está no tempo em que não vê seu noivo, há 9 meses sage sofre com a saudade de Alexa. Quando Alexander Quinn volta ao castelo, uma notícia pega os dois desprevenidos, ele fará parte de um grupo de elite do exército de Demora e ficará mais um tempo longe. 

Com isso, a garota vê a oportunidade de ficar junto do amando, e traça um plano para que seja enviada com a equipe como acompanhante do príncipe Nicholas. Mas isso não será do agrado de seu noivo, e ela acaba arrumando uma briga com ele. Contudo, ela não desiste e vai mesmo assim.

Mas nem tudo sai como planejado e o acampamento é atacado. No meio da confusão Sage foge e acaba se separando do grupo. Durante a fuga, ela vai encontrar "inimigos", que se mostrarão mais amigos do que ela pode imaginar. Entre uma cultura de um povo totalmente diferente do seu, ela vai precisar encontrar um jeito de salvar não um reino, mas dois de um ataque.



Minha opinião

Ano passado, eu me apaixonei por O Beijo Traiçoeiro, e por isso eu estava ansiosa para fazer a leitura da continuação. Eu fui pega de surpresa quando o foco do livro anterior não foi o romance, e acreditei que dessa vez esse foco iria aparecer. Mais uma vez me enganei, pois, mesmo o romance sendo o motivo dos acontecimentos, ele fica em segundo plano, sendo a problemática principal a trama política. Erin engrandeceu sua história deixando-a mais complexa e envolvente.

Os últimos acontecimentos fizeram com que o rei de Demora tomasse providências mais drásticas, e é a partir delas que toda a trama política do livro é desenvolvida pela autora. O que mais gostei nisso foi a maneira simples da autora de contar o passado e a relação entre os diferentes povos, eu me interessei muito pela história e consegui imaginar cada povo, cada região e cada costume de forma muito concreta.



Sage continua forte, determinada, teimosa e dedicada, tem prazer em aprender e ensinar. Contudo aqui conseguimos ver também seu lado mais bondoso sendo desenvolvido. Muitos personagens do primeiro livro voltam a cena e crescem como personagens, contudo os novos são destaque, a autora nos apresenta novos nomes, eles ganharam a minha simpatia. Outra vez uma criança ganha meu coração, no primeiro livro foi Charlie, agora foi o príncipe Nicholas.



A narrativa em terceira pessoa tem o foco em Sage, mas em alguns momentos acompanhamos outros personagens. A escrita de Erin Beaty é leve e envolvente, o que tornou a leitura do livro muito rápida e divertida. O primeiro volume teve sua problemática principal bem fechada com início, meio e fim, esse segundo, mesmo continuando a narrativa, segue a mesma linha. Erin Beaty insere durante a narrativa vários momentos de tensão e acontecimentos que me deixaram surpresa, tudo isso fazia com que eu quisesse ler o mais rápido possível.

A Missão Traiçoeira é com certeza uma ótima continuação. Seguindo a mesma linha do livro anterior, a trama política é bem elaborada; há uma boa dose de aventura, traição, conspiração, reviravolta e, é claro, romance. Aguardo ansiosa pelo terceiro livro.

2 comentários

  1. Oi Lê,
    Li algumas resenha do primeiro livro e me encantei, principalmente com a protagonista Sage, achei uma personagem forte, e adorei seu estilo.
    Já Alex, li algumas opiniões sobre ele nada bacana, só lendo para concluir,rs.
    Engraçado que por ser uma continuação, em primeiro momento me conquistou mais...
    Espero poder fazer isso em breve!!
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Apesar de não ter lido o beijo traiçoeiro, após ler a resenha deu vontade de ler esses livros, pois adoro tudo que envolve castelo ;)
    As capas são lindas e esse mapa dentro dele então.. um sonho!

    ResponderExcluir

Oi pessoa leitora, fico muito feliz com sua visita. Não esqueça de deixar um comentário me contando o que achou do post e do blog!

Dicas e opiniões são sempre bem-vindas!

Obrigada pela visita e volte SEMPRE!!