Uma Coisa Absolutamente Fantástica - Hank Green

10 janeiro 2019

Título: Uma Coisa Absolutamente Fantástica
Título original: An absolutely Remarkable thing
Autor: Hank Green
Tradução: Lígia Azevedo
Editora: Seguinte
Ano: 2018
Páginas: 344
Para saber mais: Skoob
Livro recebido em parceria com a editora.
Sinopse: Enquanto volta para casa depois de trabalhar até de madrugada, a jovem April May esbarra numa escultura gigante. Impressionada com sua aparência — uma espécie de robô de três metros de altura —, April chama seu amigo Andy para gravar um vídeo sobre a aparição e postar no YouTube. No dia seguinte, a garota acorda e descobre que há esculturas idênticas em dezenas de cidades pelo mundo, sem que ninguém saiba como foram parar lá. Por ter sido o primeiro registro, o vídeo de April viraliza e ela se vê sob os holofotes da mídia mundial. Agora, April terá de lidar com os impactos da fama em seus relacionamentos, em sua segurança, e em sua própria identidade. Tudo isso enquanto tenta descobrir o que são essas esculturas — e o que querem de nós. Divertida e envolvente, essa história trata de temas muito relevantes nos dias atuais: como lidamos com o medo e o desconhecido e, principalmente, como as redes sociais estão mudando conceitos como fama, retórica e radicalização.

Sobre o livro

É madrugada e April May está voltando para casa depois de um dia intenso de trabalho, quando vê ela esbarra em uma enorme escultura, tipo um robô. Calculando que o estranho objeto tenha uns três metros de altura e achando tudo muito curioso, April liga para seu amigo, Andy, chamando-o para que eles gravem um vídeo.

Ao acordar no outro dia, April vê seu mundo de cabeça para baixo. Há milhões de mensagens e de ligações em seu celular, pois seu vídeo, que foi parar no Youtube, foi o primeiro a registrar o aparecimento das estranhas esculturas, que apareceram em diversas cidades do mundo e que ninguém sabe quem as colocou nesses lugares.

April fica famosa de um dia para o outro, indo em programas de TV e fazendo mais vídeos para a internet. Contudo lidar com a fama mundial pode não ser tão simples assim, sua vida muda e isso tem impacto em seus relacionamentos ela mesma.




Minha opinião

Eu estava ansiosa para fazer essa leitura, gosto muito dos livros do John Green e ver seu irmão publicando livro também me encheu de ansiedade. No geral, fiquei muito feliz com a leitura e com os questionamentos apresentados em relação à internet, pois o próprio Hank, que tem um canal com seu irmão no YouTube, sabe como as pessoas que estão virtualmente conectadas podem ser ora legais, ora cruéis.

Então o que eu mais gostei na leitura foram os temas abordados pelo autor, ele mostra o papel que as redes sociais têm hoje na vida das pessoas e principalmente nas dos produtores de conteúdo. Além disso, ele explora o poder que a internet tem em formar opinião e como uma fama repentina pode modificar, para o bem ou para o mal, uma vida. Esses questionamentos são os melhores, pois vivemos numa época totalmente tecnológica, aponto de buscarmos muitas vezes todas as informações sobre algo na rede.


...só dá para fingir até certo ponto antes de se tornar quem se está fingindo ser.

O estopim para tudo isso são os robôs, que têm um mistério todo em relação à presença deles no Planeta. Há uma pequena investigação envolvendo os Carls (nome dado a eles pela April), contudo achei que a figura deles no livro serve somente para levantar as verdadeiras questões da história e mostrar um trabalho de união entre as pessoas. Mas certamente não são o foco principal, apesar de passar essa ideia no início.

April é uma personagem muito interessante, ela começa muito bem e madura a narrativa, depois há um momento em que ela se perde dentro da própria vida e de seus objetivos. Suas relações de amor e de amizade também são exploradas, mostrando o modo como ela lida com cada uma antes, durante e depois da sua fama.


Para um primeiro livro, Hank Green começou muito bem, levantou vários questionamentos pertinentes, apesar de pecar na construção de sua protagonista. Uma Coisa Absolutamente Fantástica é o livro ideal para quem curte os livros do John Green e histórias do gênero Jovem Adulto.

5 comentários

  1. Oi Lê,
    Menina, eu vi esse livro nos lançamentos, e nem me toquei no nome do autor kkk Nem sabia que o John tinha irmão - pasmen.
    Não sou tão fã desse tipo de enredo, Jogador número 1 eu terminei na marra, e achei bem parecido, mas aprecio a crítica presente nele. A internet cada vez mais domina nossas vidas, e, como no caso de April, muitas pessoas fazem de TUDO para ter seus minutinhos de fama, infelizmente isso é real ...
    Se eu tiver oportunidade irei ler sim, acredito que é sempre válido, e gostei de citarem música também, adoro livros com playlist.
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Oi, tudo bem?
    Não é muito meu estilo literário essas ficções científicas, mas eu acho legal a história mostrar como as pessoas estão refem da internet e redes sociais.
    Por ser irmao do john Green, acredito que já carrega o peso da fama nas costas e a responsabilidade rs

    ResponderExcluir
  3. Tenho visto muitas críticas excelentes sobre esse livro. Também, meio que era de se esperar que o autor tivesse um pouco de talento. Afinal ser irmão do John Green não pode deixar por menos. Mas o que eu mais gostei foi ele ter criado um mundo completamente diferente e usar um enredo completamente diferente do que o irmão faz. Estou ansiosa querendo ler esse livro.

    ResponderExcluir
  4. Oi Lê,
    Já li todos os livros solos de John Green publicados no Brasil e claro que fiquei bem curiosa para conhecer a escrita de seu irmão, não que eu espere que ambos tenham a narrativa semelhante, mas sim porque gosto do tipo de trabalho que eles fazem. Uma Coisa Absolutamente Fantástica tem uma premissa bem comum ao mesmo tempo que nos apresenta elementos bem inusitados. April, certamente, não esperava uma mudança de vida tão drástica e tão rápida. A aparição de Carl representa muitas coisas nessa história, pois instala um mistério e cria um ar sifi e, ao mesmo tempo, transforma a vida da protagonista fazendo essa se abrir para outras possibilidades. Hank Green conseguiu criar uma história com muita realidade e muito disso se deve a própria vida que ele leva. Conseguir trazer um pouco de si para o livro permite uma maior conexão com os leitores e aprecio muito isso. É um livro que lerei sim e espero gostar do que o autor propõe.

    ResponderExcluir
  5. Eu achei esse livro muito bem feito Apesar de que a sinopse aparenta ser um pouquinho confusa mas eu fiquei impressionada por saber que o talento da família não se limitava apenas ao john Green como também é o Hank Green

    ResponderExcluir

Oi pessoa leitora, fico muito feliz com sua visita. Não esqueça de deixar um comentário me contando o que achou do post e do blog!

Dicas e opiniões são sempre bem-vindas!

Obrigada pela visita e volte SEMPRE!!